Fundo de investimento imobiliário: o que é e como investir em FIIs - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Fundo de investimento imobiliário: o que é e como investir em FIIs

Aprenda agora tudo sobre esse tipo de investimento

O fundo de investimento imobiliário é certamente um investimento que vem crescendo de popularidade nos últimos tempos.

Por envolver imóveis, eles representam uma opção que gera dividendos mensais para quem resolver investir.

Os imóveis são a opção de investimento preferida de algumas pessoas, mas por seu alto custo, acabam sendo deixados de lado.

Sendo assim, por meio da opção do fundo, esse tipo de investimento se torna algo muito mais palpável.

O que são fundos imobiliários?

O fundo de investimento imobiliário ou também chamado de FII é um fundo que reúne pessoas específicas que tem objetivos de investir em imóveis.

Ao comprar uma cota de fundo imobiliário, o investidor tem direito a receber os dividendos referentes a aquela parte específica.

Sendo assim, quanto mais cotas um investidor tiver, mais dividendos ele terá direito a receber.

Vale lembrar que o fundo é gerido por um gestor, que busca sempre trazer mais rendimentos para aquele fundo específico.

Além disso, esse tipo de investimento não é único e conta com dois tipos diferentes, à escolha de quem for empregar seu dinheiro.

Tipos de FIIs

Existem alguns tipos de fundo de investimento imobiliário diferentes, e a escolha por eles vai depender da sua estratégia específica.

Basicamente são dois modelos de fundos para escolher, sendo eles de papel ou de tijolos.

Papel

Os fundos de papel não investem diretamente em imóveis, mas sim em títulos financeiros específicos, ou até de recebíveis.

Alguns fundos de papel também investem em cotas de outros fundos ou em LCIs e CRIs.

Tijolo

Os fundos de tijolos são aqueles que tem foco em imóveis físicos, na forma de compra e venda, aluguéis e outras formas de investir em imóveis.

Alguns dos imóveis mais comuns que figuram dentre esses fundos são:

  • Shoppings;
  • Prédios comerciais em geral;
  • Agencias de bancos;
  • Galpões variados;
  • Hospitais e outros.

Dessa forma, os investidores têm direito a receber os dividendos dos imóveis alugados.

Como o fundo de investimento imobiliário no mercado?

Primeiramente, o gestor do fundo precisa ter em mãos um documento em que apresenta as diretrizes do fundo para o mercado em si.

Depois da oferta primária ter seu lançamento, o fundo começa então a ser comercializado e as pessoas interessadas podem virar cotistas.

Assim que se atinge o valor para efetivamente comprar os imóveis, o gestor o faz.

5 passos para investir em fundos imobiliários

Agora você já sabe como funciona o fundo de investimento imobiliário. Mas, afinal, como começar a comprar?

Antes de iniciar sua jornada nesse tipo de investimento, é bom conhecer os primeiros passos para fazer tudo com mais segurança.

Crie conta numa boa corretora

A primeira coisa a se fazer é escolher a corretora onde você irá investir seu dinheiro.

Nesse caso, opte por aquelas que não cobram a corretagem.

Procure se informar também sobre o histórico da corretora e escolha aquela que esteja entre as mais consolidadas do mercado.

Transfira dinheiro para a conta

O segundo passo é realmente transferir dinheiro para a conta da corretora. Isso é fundamental para que você tenha fundos para comprar os ativos desejados.

Estude e escolha o fundo de investimento imobiliário

Antes de sair comprando qualquer dos fundos imobiliários ofertados, você precisa estudar sobre os que mais te interessem e buscar, assim, solidez.

Dessa forma, verifique então se o fundo tem uma boa gestão e histórico interessante para investimentos.

Caso não tenha muita experiência, estude, leia e busque auxílio de pessoas mais experientes sobre os ativos que te interessem.

Tenha constância nos seus aportes

Agora que você já está começando a montar a sua carteira de investimentos, é importante lembrar que se deve ter constância nos aportes.

Sendo assim, procure fazer depósitos de forma mensal, e vá reinvestindo os valores recebidos dos dividendos.

Dessa forma, você consegue construir um patrimônio muito maior em bem menos tempo.

Reinvista o dinheiro dos dividendos

Como já dissemos, reinvestir o valor recebido é algo fundamental para quem quer fazer o famoso efeito bola de neve.

Dessa forma, os seus FIIs vão render cada vez mais e você terá mais dinheiro para realizar novos aportes.

Com essas informações sobre fundo de investimento imobiliário você já pode começar a investir com mais segurança.

Veja também:

Alugar carro para viajar: descubra as vantagens e se vale a pena

PicPay lança plataforma de câmbio e transferência internacional

Consórcio Itaú: veja como funciona e se vale a pena

Comentários estão fechados.