Turismo Nacional tem chegada espetacular em domingo de grandes pegas em Goiânia - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Turismo Nacional tem chegada espetacular em domingo de grandes pegas em Goiânia

A categoria dos carros líderes do mercado no Brasil completou a segunda etapa da temporada 2022 com seis corridas bem disputadas no Autódromo Internacional Ayrton Senna

A Turismo Nacional concluiu neste domingo (12) de Dia dos Namorados a segunda etapa da temporada 2022.

Assim como aconteceu no sábado, o Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), foi palco de corridas de alta intensidade e disputas ferozes por posição, além de uma chegada incrível, com a vitória definida por apenas 0s004 (quatro milésimos).

A Corrida 3 para as categorias A e B teve um desfecho de cinema quando Glauco Tavares passou Eduardo Bacarin na bandeirada, naquela que foi a segunda chegada mais apertada da história da Turismo Nacional.

A menor diferença da história foi de somente 0s002, ocorrida na antiga classe 2B. Na ocasião, Adhemar Colen superou Edson dos Reis no fim da etapa de Curvelo (MG) em 2019.

Atual campeão da Super, Gustavo Magnabosco foi o grande destaque da etapa goiana e venceu três das quatro provas, sendo o piloto que mais triunfou no fim de semana, considerando as cinco categorias em disputa.

Domingão do campeão

Magnabosco começou o domingo como terminou o sábado: com vitória. O atual campeão da Turismo Nacional na Super triunfou na corrida 2 com Volkswagen Gol, à frente do Fiat Uno de Gustavo Mascarenhas — que largou de 25º e último para terminar em segundo — e do Gol de Wanderson Freitas.

Cesinha Bonilha, de Volkswagen UP!, foi o quarto, seguido por Marcelo Di Tripa, com Fiat Argo. A vitória na classe Elite ficou com o goiano Vitor Perillo (Chevrolet Onix), campeão da categoria A na temporada 2021.

O primeiro colocado da categoria Super na Corrida 3 foi outro Gustavo. O mineiro Mascarenhas largou em sexto e conseguiu impor seu ritmo até alcançar a liderança. Uma forte disputa pelo segundo lugar envolveu quatro pilotos e ajudou o competidor a abrir vantagem com seu Fiat Uno.

Durante a prova, houve incidente entre Richard Heidrich e Davi Dal Pizzol, que quase decolou após escapar da pista. Magnabosco foi o segundo e Rafael Barranco fechou em terceiro depois de ter largado em 21º.

turismo-nacional-stock-car-Goiania

Eduardo Pavelski (Volkswagen Gol) levou a vitória na classe Elite, 0s161 à frente de Nilton Rossoni (Gol).

O domingo foi concluído com novo triunfo de Magnabosco, o terceiro em quatro corridas na Super em Goiânia.

O catarinense largou em sexto, ganhou posições importantes nas primeiras voltas e fez a ultrapassagem decisiva em cima de Wanderson Freitas, que finalizou a Corrida 4 em segundo.

Eduardo Pavelski novamente terminou como vencedor da categoria Elite e cruzou a linha de chegada em terceiro no geral, seguido por Fausto de Lucca (Gol) e Gabriel Correa (Ford New Ka).

Categorias A, B e Sênior

Parceiro de Evandro Maldonado, Roberto Bonato (Gol) venceu a prova que abriu a programação de domingo em Goiânia na categoria A. Conhecido como ‘Sheik do Sertão’, o paraibano Faruk Araújo (Onix) foi o vencedor na categoria B e segundo no geral. Ewerson Dias, com Fiat Mobi, triunfou na classe Sênior.

Já a Corrida 3 foi complicada — com os incidentes de Wyllian Cezarotto, Ricardo Raimundo, Faruk Araújo e Duda Bana —, mas também marcante, com belos pegas, como o duelo foi entre os cearenses Fernando Pessoa (Onix) e Eduardo Bacarin (Mobi) pela vitória.

Mas o melhor ficou para o fim: o goiano Glauco Tavares (Onix) superou Bacarin na bandeirada e venceu por apenas 0s004 de vantagem depois de ter largado em 18º.

Foi a segunda chegada mais apertada da história da TN. Ewerson Dias foi o primeiro colocado na classe B e também na Sênior.

Francisco Meireles (Fiat Argo) voltou a vencer no fim de semana depois de passar o heptacampeão mundial de jet-ski, Célio Vinícius (Citroën C3), e cruzar a linha de chegada na frente da categoria A na Corrida 4.

Glauco Tavares marcou outro bom resultado com o segundo lugar, enquanto Henrique Basso (Volkswagen Gol) foi o terceiro na classe. Ricardo Raimundo largou em 27º e último, repetiu o resultado da prova 1, no sábado, e fechou no topo do pódio a etapa na categoria B, sendo o terceiro no geral. Por sua vez, Marcelo Perillo faturou outro triunfo na Sênior.

Confira abaixo os resultados das provas e também a classificação do Campeonato.

A Turismo Nacional volta a acelerar nos dias 30 e 31 de julho com a terceira etapa da temporada, que será disputada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e marcará a estreia da categoria TN Pro.

Turismo Nacional, temporada 2022, Corrida 2, Goiânia (cinco primeiros):

Categoria Super

1º – Gustavo Magnabosco (Volkswagen Gol), 12 voltas, 21min13s764
2º – Gustavo Mascarenhas (Fiat Uno), +2s450
3º – Wanderson Freitas (Volkswagen Gol), +4s022
4º – Cesinha Bonilha (Volkswagen UP!), +4s795
5º – Marcelo Di Tripa (Fiat Argo), +5s617

Categoria Elite

1º – Vitor Perillo (Chevrolet Onix), 12 voltas, 21min30s816
2º – Fabrício Lançoni/Nilton Rossoni (Volkswagen Gol), +5s072
3º – Davi Dal Pizzol (Volkswagen Gol), +5s390
4º – Eduardo Pavelski (Volkswagen Gol), +7s185
5º – Gustavo Dal Pizzol (Chevrolet Onix), +9s709

Categoria A

1º – Roberto Bonato/Evandro Maldonado (Hyundai HB20), 12 voltas, 21min38s729
2º – Henrique Basso (Volkswagen Gol), +10s590
3º – Natan Sperafico/Wyllian Cezarotto, (Nissan March), +15s174
4º – Juca Lisboa/Algacir Sermann – Sênior (Volkswagen Gol), +25s741
5º – Dorivaldo Gondra (Volkswagen UP!), +32s297

Categoria B

1º – Faruk Araújo (Chevrolet Onix), 12 voltas, 21min39s204
2º – Ricardo Raimundo (Fiat Uno), +0s521
3º – Ewerson Dias – Sênior (Fiat Mobi), +23s438
4º – Bruno Tanq (Volkswagen Gol), +39s563
5º – Rogério Cruzeiro – Sênior (Ford New Ka), +49s231

Corrida 3

Categoria Super

1º – Gustavo Mascarenhas (Fiat Uno), 12 voltas, 21min14s979
2º – Gustavo Magnabosco (Volkswagen Gol), +2s526
3º – Rafael Barranco (Volkswagen Gol), +8s048
4º – Marcelo Di Tripa (Fiat Argo), +8s667
5º – Juninho Berlanda (Fiat Mobi), +12s635

Categoria Elite

1º – Eduardo Pavelski (Volkswagen Gol), 12 voltas, 21min33s481
2º – Nilton Rossoni/Fabrício Lançoni (Volkswagen Gol), +0s161
3º – Gustavo Dal Pizzol (Chevrolet Onix), +7s615
4º – Guilherme Sirtoli (Volkswagen Gol), +8s766
5º – Vitor Perillo (Chevrolet Onix), +4 voltas

Categoria A

1º – Glauco Tavares (Chevrolet Onix), 8 voltas, 20min48s666
2º – Eduardo Bacarin (Fiat Mobi), +0s004
3º – Fernando Pessoa (Chevrolet Onix), +1s341
4º – Henrique Basso (Volkswagen Gol), +1s691
5º – Evandro Maldonado/Roberto Bonato (Hyundai HB20), +3s416

Categoria B

1º – Ewerson Dias – Sênior (Fiat Mobi), 8 voltas, 20min50s805
2º – Jairo Andrade/Célio Vinícius (Citroën C3), +4s807
3º – Bruno Tanq (Volkswagen Gol), +7s464
4º – Lorenzo Massaro (Chevrolet Onix), +8s020
5º – Dudu Moratelli/Thiago Guinzelli (Volkswagen Gol), +15s389

Corrida 4

Categoria Super

1º – Gustavo Magnabosco (Volkswagen Gol), 12 voltas, 21min14s420
2º – Wanderson Freitas (Volkswagen Gol), +5s456
3º – Fausto de Lucca (Volkswagen Gol), +21s694
4º – Richard Heidrich (Fiat Mobi), +24s010
5º – Gabriel Correa (Ford New Ka), +24s339

Categoria Elite

1º – Eduardo Pavelski (Volkswagen Gol), 12 voltas, 21min33s310
2º – Guilherme Sirtoli (Volkswagen Gol), +10s102
3º – Gustavo Dal Pizzol (Chevrolet Onix), +34s756
4º – Nilton Rossoni/Fabrício Lançoni (Volkswagen Gol), +1 volta
5º – Vitor Perillo (Chevrolet Onix), +4 voltas

Categoria A

1º – Francisco Meirelles (Fiat Argo), 10 voltas, 20min31s859
2º – Glauco Tavares (Chevrolet Onix), +10s988
3º – Henrique Basso (Volkswagen Gol), +13s158
4º – Fernando Pessoa (Chevrolet Onix), +14s955
5º – Evandro Maldonado/Roberto Bonato (Hyundai HB20), +15s094

Categoria B

1º – Ricardo Raimundo (Fiat Uno), 10 voltas, 20min43s038
2º – Lorenzo Massaro (Chevrolet Onix), +10s622
3º – Mathias de Valle (Citroën C3), +13s689
4º – Ewerson Dias – Sênior (Fiat Mobi), +21s705
5º – Thiago Guinzelli/Dudu Moratelli, +31s012

Classificação do campeonato (pontuação extraoficial)

Categoria Super

1º – Wanderson Freitas/Leandro Freitas, 162 pontos
2º – Fausto de Lucca, 150
3º – Gustavo Magnabosco, 148
4º – Rafael Barranco, 99
5º – César Bonilha, 89
6º – Richard Heidrich, 88
7º – Lamartine Pinotti, 86
8º – Juninho Berlanda, 85
9º – Rafael Lopes, 85
10º – Marcelo Di Tripa, 64

Elite

1º – Guilherme Sirtoli, 165 pontos
2º – Nilton Rossoni/Fabrício Lançoni, 157
3º – Eduardo Pavelski, 133
4º – Davi Dal Pizzol, 111
5º – Willian Perillo, 84
6º – Gustavo Dal Pizzol, 81
7º – Marcelo Beux, 80

Categoria A

1º – Henrique Basso, 166 pontos
2º – Wyllian Cezarotto/Natan Sperafico, 145
3º – Evandro Maldonado/Roberto Bonato, 143
4º – Glauco Tavares, 95
5º – Fernando Pessoa, 93
6º – Juca Lisboa/Algacir Sermann, 89
7º – Guto Baldo, 80
8º – Fernando Meireles, 66
9º – Gabriel Ymagawa, 62
10º – Ricardo Heidrich/Jorge Rohden, 62

Categoria B

1º – Faruk Araújo, 144 pontos
2º – Ricardo Raimundo, 144
3º – Mathias de Valle, 135
4º – Bruno Tanq, 122
5º – Lorenzo Massaro, 107
6º – Dudu Moratelli/Thiago Guinzelli, 103
7º – Luiz Reis, 86
8º – Ewerson Dias, 84
9º – Jairo Andrade, 81
10º – Cido Moraes, 69

Calendário 2022

Etapas – Data – Local – Observação
03 – 31/07 – Interlagos (SP)
04 – a definir – Tarumã (RS)
05 – 09 ou 16/10 – Londrina (PR)
06 – 20/11 – Brasília (DF) – “Super Final BRB”

Comentários estão fechados.