Obesidade em PET's: como tratar? - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Obesidade em PET’s: como tratar?

Fique atento e saiba como identificar se o seu PET está com obesidade. 80% dos donos não são capazes de identificar o sobrepeso do animal

A obesidade muitas vezes passa despercebida quando se trata dos pets, devido ao velho costume de achar que se os bichinhos estão mais cheinhos é sinal de “fofura”, o que muitas vezes pode acumular em um sério problema, que pode resultar em doenças graves para o animal.

A obesidade pode acontecer pela origem de dieta inadequada e pela predisposição genética, ou até mesmo por problemas hormonais.

A castração, por exemplo, tanto no macho quanto na fêmea, provoca alteração no metabolismo.

Segundo dados realizados pela Universidade de São Paulo, 80% dos donos não são capazes de identificar o sobrepeso do seu pet.

Diagnosticar a obesidade do animal a tempo, pode ser uma tarefa meio complicada.

Em várias raças, fica difícil identificar o acúmulo de gordura devido ao excesso de pelo. Segundo Patrícia Corazza, especialista no assunto e CO-CEO da UpVet, rede de farmácia de manipulação veterinária, o animal se enquadra nesse caso quando está 20% a mais do peso que é considerado para sua raça e idade.

“Sempre é bom ficar de olho no comportamento do seu pet, caso você perceba que ele esteja acima do peso. Se ele estiver sedentário, com sono excessivo, fadiga e dificuldade para se levantar é bom que você procure um veterinário, porque esses são os principais sinais da obesidade”, ressalta a Patrícia.

Número de cães e gatos obesos mais que dobrou

Um levantamento feito pelo Banfield Pet Hospital, dos Estados Unidos, apontou que o número de cães e gatos obesos mais que dobrou em dez anos.

Uma pesquisa sobre cães com obesidade apontou um crescimento de 108%, enquanto o avanço dos gatos foi de 114%.

É um número bastante preocupante, levando em consideração as consequências que a obesidade influencia na saúde do animal.

Todas as raças correm o risco de enfrentar a obesidade, porém algumas são mais propensas que outras, como os das raças:: Pug, Dachshund, Beagle, Cavalier King Charles, Scottish Terrier, Cocker Spaniel, Collie, Basset Hound, Labrador Retriever

Golden Retriever, Rottweiller, Terra Nova, Boiadeiro bernês e São Bernardo. Já os gatos, são: Birmanês, Gato Persa, Ragamuffin, Gato Exótico de Pelo Curto, Gato Manês e Sphynx.

Impactos na saúde dos bichinhos

Não muito diferente das consequências que a obesidade causa nos seres humanos, nos pets também a gravidade pode impactar muito na saúde e na qualidade de vida dos bichinhos.

Algumas doenças que eles podem adquirir se não tratada a tempo, são: problemas cardíacos e respiratórios, diabetes, pancreatite, prisão de ventre e doenças hepáticas.

“O tratamento para todas essas enfermidades deve ser feito com acompanhamento de um especialista e com cuidados específicos para estimular a perda de peso do animal” alerta o Lisandro Corazza, CEO da UpVet Franchising.

Na UpVet Manipulação Veterinária, o cliente encontra produtos e medicamentos que vão ajudar muito o seu pet a dar a volta por cima diante desse momento difícil, a partir do consumo do HMB + L-Carnitina, suplemento alimentar que auxilia no emagrecimento do animal e na diminuição dos níveis de colesterol no sangue.

As formas farmacêuticas manipuladas desse suplemento podem ser como: biscoitos saborizados, cápsulas, xaropes, suspensão saborizada e pasta veterinária.

Eles também possuem os biscoitos veganos, que não contém glúten e sódio, considerados mais saudáveis.

Quando a obesidade é identificada no pet, seguir algumas dicas é extremamente importante para amenizá-la e/ou evitá-la a tempo.

Pensando nisso, Patrícia cita alguns exemplos a seguir:

  • Faça com que seu pet pratique exercícios para eliminar esse excesso de gordura,
  • Manter visita constante ao veterinário;
  • Não dê em excesso guloseimas/petiscos e procure dar rações menos calóricas;
  • Estabeleça uma alimentação saudável complementando com suplementos e vitaminas.

Cuidar da boa forma e tomar cuidado para que seu pet não enfrente a obesidade, é sinônimo de se importar com carinho da saúde do bichinho.

Dar uma alimentação muito saudável ao animal vai muito além de se preocupar só com a aparência do pet, mas levar em consideração todo o bem-estar que ele merece ter.

Saiba mais sobre os modelos de franquia e produtos da UpVet, aqui!

A UpVet

A UpVet é considerada a melhor farmácia de manipulação veterinária do Brasil.

A franqueadora, com sede em Maringá-PR, tem 31 unidades de franquias espalhadas pelas regiões do Brasil.

Desde 2007 no mercado, a UpVet possui o know how em manipulação veterinária nos setores Alopático e Homeopático com 5 segmentos bem definidos (Cães, Gatos, Aves, Cavalos e Zoo) atendendo as necessidades de médicos veterinários e seus clientes com respeito e amor.

A rede de franchising tem dois modelos de franquia: Quiosque UpVet Store – que pode ser alocada em shoppings) e Farmácia.

Comentários estão fechados.