Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Por que investir em Startups?

Com tantas informações sobre o alto índice de mortes de startups e olhando para o número, comparativamente ínfimo, de unicórnios no mundo, é fácil deduzir que investir nessas iniciativas é algo que envolve um alto risco. Então, com essa realidade quase pessimista, por que alguém deveria se arriscar e apostar em uma startup?

Para ajudar a esclarecer essa questão, Fabiany Lima, diretora geral da DiliMatch – consultoria estratégica que facilita todo o processo de busca, negociação e fechamento de contrato entre investidores e startups, listou alguns motivos para investir neste universo. Confira!

Startup é escola

Trabalhar em uma startup te faz aprender e alcançar níveis de relacionamento e criatividade que nenhum outro lugar pode te proporcionar.

Depois dessa experiência, mesmo que ela seja mal sucedida, o empreendedor vai estar muito mais preparado para novos desafios em um novo projeto ou mesmo no mundo corporativo. Por isso, muitos investidores preferem apostar em empreendedores que já falharam, porque eles não vão cometer os mesmos erros e ainda tem toda a bagagem adquiridas em velocidade acelerada. Então, quando você investe em uma startup você financia aprendizado inigualável para aqueles grupos de fundadores.

Startup é geração de emprego

Não importa se o projeto vai sobreviver durante muito ou pouco tempo, a partir do momento que ele começa a ganhar corpo, ele precisa de mais gente. E geralmente as pessoas que se juntam a startups iniciantes são jovens com pouca experiência profissional.

Além da geração de renda para essas pessoas, trabalhar em uma startup permite sair do limbo criado pela necessidade de ter experiência anterior quando se está começando a vida profissional. Isso porque uma startup acaba por valorizar mais a capacidade de aprendizado e superação do que a formação acadêmica ou experiência profissional.

Startup é celeiro de talentos

Em nenhum outro tipo de empresa seria possível testar, errar e pensar tão livremente e rapidamente como dentro de uma startup. Isso é, inclusive, estimulado pela própria necessidade de inovar e de fazer muito com recursos limitados. Esse incentivo a descoberta do potencial individual em favor do grupo tem efeito transformador e benéfico. Então, quando você investe em uma startup você está permitindo que profissionais experimentem fora da sua área, descubram, desenvolvam e potencializem seus talentos.

Startup é inovação

Sendo totalmente disruptiva ou simplesmente diferente, uma startup sempre vai trazer uma maneira nova, mais económica, rápida e rentável de fazer algo. Elas impactam diretamente o comportamento e desafiam o status quo, elas aceleram o passo rumo ao futuro.

Startup é emocionante

Se nenhum dos argumentos anteriores te convenceu do quão importante é o investimento em startups, eu diria que participar da construção de algo, ver crescer, se desenvolver (seja como produto ou como oportunidade para as pessoas), já deveria ser suficiente para estar muito orgulhoso.

Sendo investidor, pressupõe-se que você já é bem sucedido, mesmo que seja financeiramente apenas, então permitir que outras pessoas tenham chance de ter sucesso, gerar oportunidades de aprendizado e inclusão, e ainda ter a possibilidade de talvez ganhar com isso, te coloca numa posição mudar vidas para melhor, e isso eu acho emocionante.

A DiliMatch

Criada em 2019, a DiliMatch é uma consultoria estratégica que dá suporte para que investidores brasileiros e estrangeiros aportem capital em iniciativas nacionais, e para startups que procuram por investimento.

Para tanto, trabalha nos processos de documentação, antecipação do due diligence, definição do valuation correto, negociação e match entre as pontas do ecossistema, por meio de um processo ágil, moderno e rápido.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.