5 habilidades tecnológicas mais procuradas em 2022 - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

5 habilidades tecnológicas mais procuradas em 2022

De produção de vídeo a UX Design, especialista aponta as principais competências exigidas no mercado de tecnologia

Independentemente da profissão, é preciso se adaptar às constantes mudanças que ocorrem no mercado de trabalho.

Por isso, investir em novos aprendizados e habilidades ao longo da carreira pode motivar boas mudanças, crescimento e aumento de oportunidades.

Não importa a idade, dominar novos campos pode fornecer habilidades que fazem a diferença, independente da profissão escolhida.

Por isso, Roberto Moreno, Diretor Pedagógico da BYJU’S FutureSchool, maior edtech do mundo em educação interativa online, separou uma lista com cinco habilidades tecnológicas que prometem dar uma vantagem competitiva na carreira em 2022:

Machine Learning

Desde a captura de fotos com fundo desfocado até as interações com as assistentes virtuais, os produtos e aplicativos implementam cada vez mais o machine learning.

Em linhas gerais, o uso desta tecnologia é uma das etapas que envolve a inteligência artificial, ou seja, é sobre a capacidade de uma máquina de reproduzir o comportamento humano.

“Por trás de chatbots e programas que a Netflix sugere para o seu perfil, por exemplo, existe Machine Learning. Do varejo ao setor bancário, as empresas estão usando essa tecnologia para aumentar a eficiência”, explica Moreno.

UX Design

O UX Design (na tradução livre: design da experiência do usuário) é uma das áreas que mais têm crescido nos últimos tempos. Esta área é responsável por criar uma experiência atraente e funcional para os clientes.

“O UX tem tudo a ver com a criação de produtos que fornecem jornadas significativas aos usuários. Um campo extremamente vasto e multidisciplinar. O profissional com essa experiência tem espaço em diferentes tipos de plataformas, aplicativos e sites, pois eles conseguem criar uma ponte para o cliente, ajudando a empresa a entender melhor e atender às necessidades e expectativas do seu público”, afirma Roberto.

Computação em nuvem

A computação em nuvem reúne a entrega de serviços de computação, como armazenamento e gerenciamento de dados, rede e servidores, automação de marketing e análise de negócios pela Internet ou pela “nuvem”.

Pesquisa realizada pela Gartner mostra que o mercado mundial de infraestrutura na nuvem cresceu 40,7% em 2020 em relação a 2019, e movimentou US$ 64,3 bilhões.

Roberto comenta que este pode parecer um campo difícil de dominar, mas simplesmente, a computação em nuvem nada mais é do que a entrega de serviços pela Internet.

“De ferramentas e aplicativos a servidores, o armazenamento baseado em nuvem nos permite salvá-los em um banco de dados remoto. Esta é uma opção popular por vários motivos, como economia de custos, velocidade, eficiência e claro, segurança”.

Cyber Security

Com o crescimento dos ataques cibernéticos que vitimizam empresas, usuários e até mesmo países, o conhecimento em Cyber Security, também conhecido como segurança cibernética, pode ser um ponto extra para os profissionais que querem trabalhar com segurança no setor de tecnologia.

“Em uma época em que as ameaças e crimes cibernéticos são comuns, o domínio da cibersegurança visa a proteção contra a exploração de redes e tecnologias. Para acompanhar os riscos de segurança, são necessários especialistas em empresas de todas as áreas, especialmente instituições financeiras, de saúde e educação, onde os dados, ativos e registros das pessoas precisam ser protegidos, inclusive previsto na nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD”, observa o executivo.

Produção de áudio e vídeo

Os profissionais com habilidade de produção de áudio e vídeo, podem navegar por diversos setores do mercado de trabalho. Esses dois formatos de comunicação são essenciais para transmitir a mensagem da empresa.

“Nos dias de hoje, em que as pessoas não têm tempo para consumir conteúdo, os vídeos podem ser uma boa opção. De notícias a anúncios, diversos tipos de conteúdo podem se tornar áudio e vídeo. Com as técnicas certas e dicas de edição, você pode transmitir seu conteúdo com eficiência para o público certo nas diversas redes sociais disponíveis”, finaliza Roberto.

Sobre a BYJU’S FutureSchool

A BYJU’S FutureSchool é uma plataforma de educação interativa, que, no Brasil oferece aulas de programação e música com uma metodologia desenvolvida especialmente para crianças e adolescentes dos 6 aos 15 anos, em que os alunos terão a possibilidade de interagir com professoras capacitadas, em aulas individuais ou em pequenos grupos.

Muito além de ensinar lógica de programação e música para as crianças, a BYJU’S FutureSchool tem como objetivo fazer com que seus alunos sejam criadores e aprimorem o raciocínio lógico, desenvolvendo habilidades complementares que os capacitem a lidar com os desafios do presente e do futuro.

Comentários estão fechados.