Housi celebra crescimento de 327% em aluguéis por assinatura - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Housi celebra crescimento de 327% em aluguéis por assinatura

Marketplace hoteleiro da startup também teve aumento exponencial de 429%, nos últimos três meses, e entrada de 50 mil novas unidades

A aceleração da vacinação contra a Covid-19 nas últimas semanas tem impulsionado uma retomada econômica em todo país.

O momento favorável vem sendo comemorado pela Housi, primeira plataforma de moradia por assinatura do mundo, que fechou o segundo trimestre do ano com um aumento de 327% no número de contratos de moradia, em relação ao mesmo período do ano passado.

Para suprir à crescente demanda, a startup disponibilizou a sua plataforma para outros operadores e se tornou um marketplace, passando distribuir unidades da indústria hoteleira e de hospedagem, além de continuar contemplando os apartamentos residenciais.

Grandes redes de hotéis, redes independentes, pousadas, anfitriões de plataformas digitais e proprietários de apartamentos estão entre os clientes da HOUSi. O movimento deu resultado e já aponta um crescimento de 429%, nos últimos três meses, em relação ao número de unidades disponibilizadas no site da empresa. Traduzindo por unidades, esse crescimento representou à empresa plugar na sua plataforma, até o momento, 50 mil novas unidades em todo Brasil.

“Estávamos com muito mais demanda de novos moradores do que oferta de produtos. Assim, nos tornarmos um marketplace foi a solução que encontramos para fechar essa equação. Além disso, ainda conseguimos ajudar o setor hoteleiro, bastante atingido pela crise econômica”, afirma Alexandre Frankel, CEO da Housi, ressaltando que o volume de buscas no site da Housi aumentou em 277% entre o primeiro e segundo trimestre de 2021.

Lançamentos imobiliários com 80% das unidades vendidas nas primeiras 48h

O fortalecimento da marca Housi também pode ser constatado por meio do sucesso de vendas dos novos residenciais da Vitacon, Powered by Housi.

Em menos de 48 horas, ON Brooklin, ON Vila Olímpia e ON Maracatins venderam 80% das unidades disponíveis. Não é à toa que a receita da startup aumentou em 322%.

Outra novidade é que neste ano a empresa colocou em operação mais três prédios no modelo multifmaily em São Paulo – “flagships” como são chamados os empreendimentos-conceito da Housi. Inaugurada no fim de junho entre as torres corporativas da Faria Lima, a Housi Faria Lima ocupa o Condado Parque, o point mais descolado do mundo business e o Housi Av. Paulista no ponto mais cosmopolita da cidade.

Todos os empreendimentos terão a gestão da Housi e contam com um processo para locação 100% digital e sem burocracia. Além disso, as unidades já vêm com mobília e diversos serviços e facilidades agregados, como limpeza, manutenção, suporte 24hs, Netflix, iFood, personal trainer, entre outras dezenas de soluções que otimizam o dia a dia dos moradores.

“O mundo hoje funciona por demanda. As pessoas não querem mais ter a posse e, sim, a experiência, o serviço. A Housi chegou para cumprir esse papel no mercado imobiliário, oferecendo moradia por assinatura, sem burocracia, tudo em menos de um minuto. Basta entrar no aplicativo, selecionar o plano, incluir os dados do cartão de crédito e entrar no imóvel. Não é preciso se preocupar com nada ou fazer uma visita. Estamos devolvendo mais tempo as pessoas”, explica Alexandre.

Expansão pelo país e valorização de mercado

Até o início de 2020, a Housi atuava apenas em São Paulo, onde um terço da população já vive de aluguel.

Mas foi pensando nesta tendência que, além de administrar imóveis em mais de 200 prédios na capital paulista, a empresa expandiu sua expertise para mais de 80 cidades, como Curitiba, Porto Alegre, Recife, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Santa Maria, Bento Gonçalves, Santos, Maringá e Salvador. O valor de mercado dos imóveis geridos pela Housi saltou de R$ 3,5 bilhões para R$ 10 bilhões de ativos sob gestão.

Com grande potencial para novas parcerias, a Housi pretende, até o fim do ano, triplicar de tamanho e expandir para 50 novas cidades. Também está nos planos da empresa iniciar uma expansão para a América Latina ainda neste ano.

O movimento de expansão da Housi consolida uma tendência de mercado nacional e internacional de investimento em imóveis residenciais para renda. Em países como EUA e Canadá, esta é a maior classe de ativos para investimento em renda.

Rentabilidade, inovação e expertise em gestão patrimonial

O processo para colocar um imóvel para locação é complexo. Por isso, para o investidor que compra o apartamento com a finalidade de alugar para rentabilizar, a Housi atua como uma plataforma de gestão patrimonial eficiente, proporcionando rentabilidade transparência e tranquilidade ao proprietário.

Funciona da seguinte forma: a Housi distribui a unidade em todas as suas frentes digitais – site e app Housi, além de dezenas de parceiros como Airbnb, Booking.com, Zap e Imóvel Web, que direcionam os interessados para a plataforma de locação flexível da Housi. Quem mora de Housi pode mudar para outra unidade sem qualquer tipo de burocracia ou penalidade.

A família aumentou? Quer mais espaço? Quer mudar de espaço ou cidade? Quer simplesmente morar 30 dias em um local mais calmo? A Housi possibilita tudo isso.

Uma vez disponível nas plataformas da Housi, o imóvel é alugado por períodos flexíveis no modelo inédito de assinatura.

Além disso, a Housi fica na linha de frente do contato com o locatário, cuidando de qualquer problema relacionado à manutenção, limpeza, e outras questões do dia a dia de um imóvel.

Ao final do mês, a Housi repassa os valores ao proprietário, descontando o valor da taxa de administração. Toda informação sobre a rentabilidade fica disponível em tempo real na tela do celular do proprietário. Transparência, recorrência e segurança são novas fronteiras disponibilizadas pela tecnologia da Housi.

Por meio de uma tecnologia líder de mercado, o sistema da Housi conta com um algoritmo de distribuição que permite uma otimização de anúncios e precificação inteligente, com tarifa flutuante. O resultado é uma rentabilidade que pode atingir 50% a mais que locações tradicionais.

A Housi está digitalizando os incorporadores e proprietários de imóveis para renda residencial em todo país. Chegou a hora de integrar os gestores constituindo assim um ecossistema que gera valor para todos os integrantes.

No final o maior beneficiado é o morador que ganha liberdade e mais tempo. Reinventar a moradia impactando positivamente a vida de milhões de pessoas em todo mundo é o propósito da Housi.

Housi para Moradores

Para os locatários, a Housi atua como um serviço de locação flexível com zero burocracia.

O interessado em alugar uma casa, seja por um dia, uma semana ou até um ano, basta acessar o site da Housi, selecionar o imóvel, o período de estadia, realizar o pagamento via cartão de crédito ou PIX e, claro, morar. A startup contabiliza cerca de 100 mil unidades na plataforma e 150 mil usuários desde que foi criada, há cerca de 2 anos.

Todos os apartamentos administrados pela Housi estão disponíveis para locação digitalmente e sem a necessidade de corretor ou fiador. As unidades seguem um padrão da empresa, mobiliadas e equipadas com fogão elétrico, geladeira, cama, sofá, wifi e TV a cabo.

Sobre a Housi

A Housi é uma plataforma de serviços de moradia flexível integrando serviços, proporcionando experiências e mais tempo disponível.

A empresa oferece locação de apartamentos de forma profissional e totalmente digital, simples, sem burocracia e por períodos flexíveis para a moradia.

Com pagamento online, atendimento 24 horas por dia, sete dias por semana e um ecossistema de parceiros que oferecem serviços exclusivos aos nossos clientes. Para os investidores imobiliários, a Housi é uma alternativa ao modelo tradicional de gestão de locação, pois oferece uma gestão patrimonial mais eficiente, proporcionando mais rentabilidade e tranquilidade. Para Incorporadores funciona como uma bandeira Residencial para acelerar as vendas dos empreendimentos

Comentários estão fechados.