Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Crowdfunding Equity abre 3 rodadas de investimento

Em busca de equidade de gênero nos investimentos em startups, grupo almeja acelerar a presença feminina no mercado, sejam elas investidoras ou investidas

Para quem deseja investir em startups, sendo pessoa física, a plataforma Crowdfunding Equity da Wishe, grupo de investimento focado em startups inovadoras lideradas por mulheres, é uma opção.

Além de eliminar o gap de gênero no setor, democratizando o acesso a capital para empresas lideradas e/ou fundadas por mulheres, a empresa também tem como missão aumentar o número delas como investidoras no mercado.

Por meio da conexão entre investidores e startups, a Wishe oferece educação para quem deseja investir nesse ecossistema, assim gerando valor econômico e impacto social. “Na Wishe atuamos com pilares que chamamos dos 3 “C’s”, que são: Comunidade, Captação e Capacitação.

A pessoa que investe conosco possui experiência que vai além de entrar com o capital, ela também pode colaborar com a empresa por meio de mentorias, eventos, conversas e networking com investidores que já atuam no mercado”, explica Rafaela Bassetti, CEO e sócia da empresa.

Aos interessados, a Wishe não faz validação cadastral e as opções de investimento variam entre R$ 1 mil e R$ 5 mil.

As transações financeiras são feitas pela fintech Iugo. Ao final de cada rodada, caso o valor do aporte não seja alcançado, a plataforma devolve integralmente o dinheiro investido pela pessoa.

Até o final deste mês o Crowdfunding Equity da Wishe contará com 3 rodadas abertas para startups dos mais diversos setores, entre elas HerMoney, fintech de gestão financeira para mulheres empreendedoras.

A startup ainda conta com um Comitê de Investimento amplamente diverso composto por especialistas que atuam na área há anos, como a economista Itali Collini, líder do comitê e atual Diretora do 500 Startups; Amanda Graciano, Head de portfólio iDEXO; Andre Oliveira, Partner na Positive Ventures; Daniel Magalhães, CEO da ISEC; Fabio Nunes, CTO da Navita; Felipe Affonso, Diretor do Softbank Group; Gabriela Chagas, Partner na Vox Capital; Juliana Lopes – CFO da B2mamy; Nina Silva, CEO do Movimento Black Money; Sauanne Bispo, Coordenadora da Fundação Tide Setúbal e Thais Vasconcelos, Sócia no Menezes Vasconcellos e Tosato.

Crowdfunding equity

O Crowdfunding equity é um mecanismo de investimento online que permite a qualquer pessoa financiar startups e empresas em expansão em troca de participação societária.

A atividade é legal e regulamentada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – através da Instrução 588 de 2017 – e somente plataformas expressamente autorizadas em portaria podem operar neste mercado, trazendo segurança para as transações.

No crowdfunding tradicional você pode doar dinheiro para uma pessoa, um projeto, uma ONG ou uma empresa e, em troca, mas não necessariamente, receber um produto ou um brinde, conhecidas popularmente como recompensas.

Já no crowdfunding equity você investe e, em troca, recebe participação na empresa e, portanto, o direito de compartilhar os sucessos e lucros futuros da companhia.

O fundo democrático busca solução ampla ao atingir empresas e investidores em diferentes níveis. Além do Crowdfunding Equity, a Wishe possui outras três personas e modelos de negócio: Wishe MVP, Matchmaking e Venture Capital. Para saber mais acesse: http://www.wishe.com.br/

Sobre a Wishe

A Wishe é um grupo de investimento focado em startups inovadoras lideradas por mulheres que tem como objetivo eliminar o gap de gênero no ecossistema de startups, levando capital para empresas fundadas por mulheres com alto potencial de crescimento, oferecendo educação e conexão para quem investe e gerando valor econômico e impacto social.

O grupo atua por meio de sua rede de investidoras e investidores qualificados, que já atuam há anos neste mercado, compartilham do mesmo propósito da marca. Também oferece mentores da rede, tanto para as startups investidas, quanto para novos investidores.

A Wishe possui a diversidade como base em tudo que constrói e, assim, trabalha pela democratização do investimento em startups, por meio da ascensão de novos investidores a este mercado. Para isso, além de capacitação, oferecem uma plataforma de equity crowdfunding, que permite a qualquer pessoa possa investir em startups de forma simples, rápida e segura, com o apoio e chancela da marca.

Acesse para mais informações: www.wishe.com.br

Comitê de Investimento da Wishe

Líder: Itali Collini – Director 500 Startups
Amanda Graciano – Head de portfólio iDEXO
Andre Oliveira – Partner Positive Ventures
Daniel Magalhaes – CEO ISEC
Fabio Nunes – CTO Navita
Felipe Affonso – Director Softbank
Gabriela Chagas – Partner Vox Capital
Juliana Lopes – CFO B2mamy
Nina Silva – CEO Movimento Black Money
Sauanne Bispo – Coordenadora Fundação Tide Setúbal
Thais Vasconcelos – Sócia Menezes Vasconcellos e Tosato

Sobre Rafaela Bassetti

Natural de Belo Horizonte, Rafaela Bassetti é advogada especialista em direito societário e tributário e em fusões e aquisições. Mestre em administração pela Harvard University, tem experiência profissional em companhia global investida por grandes fundos, em consultoria estratégica, como diretora em startup apoiada pela Endeavor e como empreendedora no setor de alimentação saudável. Atualmente é sócia e fundadora da Wishe, grupo de investimento focado em startups lideradas por mulheres. Também faz parte da sociedade da B2Mamy, primeira empresa que capacita e conecta mães ao ecossistema de inovação e tecnologia para que elas sejam líderes e livres economicamente. Juntas, as duas empresas comandam a Casa B2Mamy Wishe, um espaço family-friendly dedicado à capacitação e conexão de empreendedoras. Ainda atua como investidora-anjo e mentora de startups e em iniciativas de suporte ao empreendedorismo, como a Womby.

Deixe uma resposta