Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

8 cargos que estão por trás da transformação digital das empresas

Desenvolvedores de sistema e especialistas em automação e machine learning estão entre os profissionais mais procurados; salários vão de R$ 3,5 mil a R$ 17 mil

A pandemia fez com que a transformação digital se tornasse uma das prioridades das empresas, vista cada vez mais como um diferencial competitivo e estratégico aos negócios.

Segundo levantamento do PageGroup, referência mundial em recrutamento especializado de executivos de todos os níveis hierárquicos, a procura por especialistas que podem atuar na digitalização de processos e sistemas das organizações cresceu no primeiro semestre de 2021.

De acordo com a consultoria, a demanda por profissionais com perfis para células ágeis, equipes responsáveis pela transformação organizacional das empresas, aumentou 48% até junho deste ano em comparação com o mesmo período de 2020.

“O reposicionamento de papéis e a alocação de recursos são questões centrais que as empresas estão colocando na mesa nesse momento. O investimento e a incorporação de tecnologia nos processos e sistemas são cruciais para a sobrevivência em um mercado tão competitivo como o de hoje”, analisa Luana Castro, gerente de recrutamento para Tecnologia na Michael Page.

Veja abaixo a relação de Perfis para Células Ágeis, com detalhes sobre o papel de cada um deles nas organizações, o valor que agregam aos processos e a remuneração mensal média desses profissionais.

Confira a lista:

Cargo: Desenvolvedor FrontEnd

O que faz: se encarrega de traduzir a interface visual e os projetos em linguagem de programação, recebe todos os documentos trabalhados na fase de projeto e é responsável por traduzi-los em código.

Considera que todas as funções estejam orientadas para que o usuário tenha uma funcionalidade ótima, esforçando-se por um design responsivo e que tenha a melhor aparência possível.

Como agrega valor à organização: praticamente tudo que os usuários usam e veem na interface das diferentes plataformas é projetado por uma equipe de projeto e depois programado pelo desenvolvedor.

Ele trabalha a interface do ponto de vista dos códigos para que os usuários possam interagir com o sistema, promovendo uma boa aparência e com grande contribuição para o desempenho do site ou aplicativo.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 4 mil a R$ 6,5 mil

Pleno: R$ 6,5 mil a R$ 9,5 mil

Sênior: R$ 10 mil a R$ 17 mil

Cargo: Desenvolvedor BackEnd

O que faz: está encarregado de implementar a interação entre o usuário e o site. Usar linguagens de programação para desenvolver módulos de processamento que forneça aos usuários conteúdo dinâmico baseado nas solicitações recebidas.

É quem se encarrega de trabalhar a arquitetura interna de uma aplicação web ou móvel que está ligada a todo o conteúdo (formulários, mapas, bancos de dados etc.).

É a parte do desenvolvimento web que é responsável por toda a lógica e controle de uma página web ou aplicativo, de modo que possa se conectar ao banco de dados e criar ou ler as informações necessárias

Como agrega valor à organização: cria toda a lógica para que as ações solicitadas de um website sejam sincronizadas e executadas corretamente, para que não gere conflito entre todos os componentes. Seu objetivo é fazer com que esses elementos funcionem de forma mais eficiente.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 3,5 mil a R$ 6 mil

Pleno: R$ 6 mil a R$ 9 mil

Sênior: R$ 9 mil a R$ 15 mil

Cargo: Desenvolvedor Fullstack

O que faz: este perfil é um desenvolvedor com características técnicas completas, tanto BackEnd quanto o FrontEnd, ele é responsável pelos aspectos relacionados à criação e manutenção de uma aplicação web.

Além disso, ele conhece toda a cadeia de desenvolvimento de software ou web, e lida com várias linguagens e tecnologias.

Como agrega valor à organização: o Desenvolvedor Fullstack é um generalista, trabalhando em todas as etapas da criação de um website ou aplicativo, desde o desenvolvimento até a produção. Possui conhecimento de todos os aspectos do desenvolvimento e participa da criação e manutenção de uma página ou aplicação, permitindo-lhe fazer mudanças e implementar melhorias de maneira mais fácil dentro do código.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 3,5 mil a R$ 5 mil / Fullstack JS até R$ 6 mil

Pleno: R$ 5,5 mil a R$ 8,5 mil / Fullstack JS até R$ 11 mil

Sênior: R$ 10 mil a R$ 14 mil / Fullstack JS até R$ 17 mil

Cargo: Automação e Machine Learning

O que faz: este perfil é responsável por ensinar um programa a processar diferentes dados automaticamente para entregar resultados de forma rápida e mais precisa possível.

Em outras palavras, é o estudo de algoritmos computacionais que automaticamente geram melhorias através da experiência, constituindo uma espécie de inteligência artificial.

Como agrega valor à organização: proporciona à empresa a capacidade de adicionar algoritmos preditivos ao uso de diferentes serviços da empresa, para garantir a entrega tanto de serviço quanto de produtos cada vez melhor.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 6 mil a R$ 8 mil

Pleno: R$ 8 mil a R$ 11 mil

Sênior: R$ 12 mil a R$ 18 mil

Cargo: Scrum Master

O que faz: esta é a figura que lidera as equipes em uma gestão ágil de projetos. Sua missão é ajudar as equipes a alcançar seus objetivos até chegar à fase de “aceleração final”, eliminando quaisquer dificuldades que possam encontrar ao longo do caminho.

Ele é responsável por garantir a disponibilidade e a concentração da equipe de desenvolvimento em todos os momentos. O scrum master é responsável, entre outras coisas, por assegurar a comunicação e proteger a equipe de desenvolvimento contra interrupções externas para que possam avançar com seu trabalho diário.

Como agrega valor à organização: é uma forma de trabalhar a metodologia ágil por meio da qual, através de práticas colaborativas, todos os tipos de riscos são minimizados no desenvolvimento de um projeto.

Ela é originária de equipamentos de alta produtividade. Suas principais funções dentro da estrutura são gerenciar o processo Scrum e ajudar a remover os impedimentos que possam afetar a entrega do produto. Além disso, faz tutoria, treinamento e coaching com o objetivo de facilitar reuniões e organizar eventos, se necessário.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 7 mil a R$ 9 mil

Pleno: R$ 9 mil a R$ 12 mil

Sênior: R$ 12 mil a R$ 15 mil

Cargo: Responsável pelo produto – Product Owner

O que faz: este perfil é responsável por maximizar o valor do produto criado pela Equipe de Desenvolvimento e garantir que a equipe traga valor ao negócio, o responsável pelo produto é o elo entre a empresa e a equipe de desenvolvimento.

Este profissional representa as partes interessadas internas e externas, portanto, deve compreender e apoiar as necessidades de todos os usuários do negócio, assim como as necessidades e o funcionamento da Equipe Scrum.

Em outras palavras, é a representação do cliente na célula de desenvolvimento e é encarregado para maximizar o valor do produto de desenvolvimento pela equipe de Scrum.

É ele quem toma as decisões de acordo com as exigências do cliente e prioriza as histórias dos usuários, define o produto mínimo viável (MVP) e concorda com a equipe na “definição de pronto”.

Como agrega valor à organização: contribui para o retorno do investimento do projeto, além de gerenciar a carteira de produtos em sua totalidade, ordenando e priorizando tarefas para atingir os objetivos da melhor maneira a otimizar o valor do trabalho feito pela equipe. Em outras palavras, dar um valor ao tempo da equipe de desenvolvimento para que ela possa entregar um melhor output para seus custos. O responsável pelo produto deve estar sempre disponível para a equipe de desenvolvimento.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 7 mil a R$ 9 mil

Pleno: R$ 9 mil a R$ 12 mil

Sênior: R﹩ 12 mil a R﹩ 15 mil

Cargo: QA – Qualidade e Testes

O que faz: é o perfil responsável por testar o código para reduzir os erros ao menor percentual possível, de modo que cubra o controle de qualidade do desenvolvimento do software e ajude toda a equipe para que as coisas funcionem sob operação adequada, razão pela qual o profissional de Qualidade e Testes deve ser envolvido em todas as fases do projeto, a fim de evitar erros e corrigi-los antes que um produto, software ou aplicativo seja liberado ao público ou entregue a um cliente.

Esse perfil define a estratégia de qualidade, verifica o cumprimento dos requisitos, controla e analisa a execução dos testes além de revisar as recomendações.

Como agrega valor à organização: está na possibilidade de verificar erros de funcionalidade no programa antes de entregá-lo ao cliente ou alertar a equipe de desenvolvimento para que este erro possa ser corrigido.

Em outras palavras, seu papel é antecipar possíveis erros ou bugs futuros. Isso permite obter benefícios como monitoramento, redução do tempo de trabalho, maior produtividade, controle de qualidade, menor custo de manutenção, maior satisfação do cliente etc.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 4,5 mil (inicial)

Pleno: R$ 6 mil a R$ 9 mil

Sênior: R$ 10 mil a R$ 12 mil (ou mais)

Cargo: Analista de UX/UI

O que faz: se você já entrou em uma página sem encontrar o que está procurando, então provavelmente eles precisam deste perfil. É o responsável por reunir as necessidades dos usuários, objetivos comerciais e restrições técnicas e transformá-los em um novo produto que forneça uma solução para as necessidades do cliente.

UX e UI são conceitos diferentes, porém, estão intimamente relacionados, e a combinação de ambos é essencial para criar um design ideal para o consumidor.

UX refere-se à forma como os usuários interagem com um produto/serviço, ou seja, como e para qual a finalidade de um usuário usar um objeto ou interagir com um site ou um aplicativo. A essência do design do UX está no conhecimento dos usuários.

O profissional de UI, por outro lado, concentra-se na parte visual. Cores, tipografia, imagens são alguns dos elementos com os quais o designer trabalha para tornar um produto atraente. Mas não adianta ter um bom produto se ele não atender às necessidades dos usuários a quem se destina.

Como agrega valor à organização: ambos os perfis são componentes críticos para que o usuário possa desfrutar do produto com a melhor experiência e usabilidade.

É a ponte entre os objetivos comerciais da empresa e o cliente que vai ou não escolher o produto. Projeta o layout e o estilo da visão da aplicação para torná-la tão fácil, intuitiva e rápida de usar pelo usuário final, além de ter um “olhar e sentir” apropriado e de acordo com as necessidades do cliente. A imagem que o usuário terá da empresa depende em parte deste trabalho. Portanto, esse perfil gera um alto valor para o público, altas possibilidades de atrair, reter e encantar os usuários, contribui para o fortalecimento da marca e aumenta o número de conversas boca a boca geradas.

Remuneração mensal:

Júnior: R$ 5 mil (inicial)

Pleno: R$ 8,5 mil a R$ 9,5 mil

Sênior: R$ 10 mil a R$ 14 mil

Sobre o PageGroup

Fundado na Inglaterra em 1976, o PageGroup é um conglomerado formado por algumas das consultorias de recrutamento especializado mais respeitadas no Brasil e no mundo. Listado na bolsa de valores de Londres, está presente em 36 países.

Em sua gama de soluções para recursos humanos, oferece recrutamento de conselheiros e líderes executivos, alta e média gerência, e posições técnicas e de suporte à gestão. Além disso, conta com soluções para profissionais com deficiência, temporários e terceiros, bem como a execução de programas de talentos, RPO e recrutamento de alto volume.

Atualmente, os quase 8 mil colaboradores do grupo atuam em diferentes culturas e mercados, o que contribui para o conhecimento em 3 esferas: global, regional e local. No Brasil desde 2000, os consultores espalhados pelo país já realocaram mais de 52 mil profissionais.

Comentários estão fechados.