Pensão alimentícia: como declarar no Imposto de Renda? - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Pensão alimentícia: como declarar no Imposto de Renda?

Tanto o beneficiário como pagador de pensão alimentícia, devem declarar os valores no Imposto de Renda 2021. Veja como fazer.

Pensão alimentícia deve ser declarada no imposto de renda.

Ou seja, tanto quem recebe quanto quem paga deve comunicar o valor para a Receita Federal.

Dessa forma, a mensalidade é um gasto dedutível para o pagador e um rendimento tributável para o beneficiário.

Quem recebe pensão alimentícia tem que pagar imposto de renda?

Sim, a pensão alimentícia deve ser declarada no imposto de renda, a menos que você faça parte da isenção.

Logo, se você recebeu até 1.903,98 mensais, durante o ano de 2020, está isento do Carnê Leão 2021.

Caso contrário, deve-se informar o valor, porém somente quando for definida extrajudicialmente ou por decisão judicial.

Dessa forma, fica mais claro esclarecer as dúvidas em relação à pensão alimentícia no imposto de renda 2021.

Como declarar a pensão alimentícia paga no imposto de renda?

Quem paga pensão alimentícia para o filho, em primeiramente deve incluí-lo na ficha de alimentandos.

Vale ressaltar, que a partir do momento que o pai e a mãe se separam, o filho fica como dependente de quem tiver a guarda, e alimentando para quem paga a pensão.

Assim também essa ficha está localizada ao lado esquerdo na coluna do programa do IR.

Sobretudo para preencher é necessário ter em mãos o CPF, nome completo e data de nascimento da criança, independente da sua idade.

Bem como os valores pagos durante o ano para o beneficiário.

Como declarar a pensão alimentícia recebida no Imposto de Renda 2021?

Já para o beneficiário da pensão de alimentos a forma de declarar é diferente.

Pois, a pensão acordada judicialmente ou extrajudicialmente recebida pelos filhos é um rendimento tributável.

Ou seja, valores recebidos ao longo do ano calendário que tem desconto no imposto de renda 2021.

Caso o responsável pela guarda do filho declare-o como dependente, a pensão alimentícia irá se somar às demais rendas tributáveis.

Todavia, é possível apresentar a declaração de renda 2021 do filho separada, cobrando o imposto devido somente da pensão.

Porém, vale simular as duas opções e ver qual compensa mais para o declarante, com valor maior da restituição do imposto de renda.

Onde declarar pensão alimentícia em 2021?

Em primeiro lugar, para declarar a pensão alimentícia no imposto de renda 2021, é preciso baixar o programa da Receita Federal.

Clique aqui para fazer o download.

Mas afinal, onde declarar a pensão de alimentos paga no programa IRPF 2021?

Basta ir na sessão de alimentandos, preencher todos os dados do filho, como descrito anteriormente. Veja o exemplo abaixo:

 

Onde declarar a pensão alimentícia recebida no programa IRPF 2021?

Se o responsável da guarda for declarar o filho como dependente basta cadastrá-lo nesta ficha, em primeiro lugar. Confira:

Em seguida, deve-se informar os ganhos da pensão alimentícia mês a mês na ficha “Rendimentos Tributáveis de PF/Exterior”.

Abra a aba em destaque. Fonte: captura de tela do programa IRPF 2021.

Na sequência, é só abrir a aba “Dependentes” e informar o filho que recebeu a pensão,  posteriormente vá em “Outras Informações” e preencha a coluna “Pensão Alimentícia e Outros”, sob o item “Rendimentos”.

Fonte: captura de tela do programa IRPF 2021.

Porém, não esqueça, dessa forma é bem provável que os tributos aumentem.

Em contrapartida, pode-se fazer uma declaração separada para o beneficiário, basta preencher uma declaração do imposto de renda 2021 no nome dele.

Leia também:

Dúvidas com o imposto de renda? Confira dicas de como fazer

Dicas para autônomos e MEIs no uso do novo auxílio emergencial

Comentários estão fechados.