Pacientes economizam R$ 31,5 milhões em medicamentos para saúde mental com programa de benefícios - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Pacientes economizam R$ 31,5 milhões em medicamentos para saúde mental com programa de benefícios

1,3 milhão de unidades de fármacos foram vendidas para os beneficiários em mais de 30 mil farmácias do país

No país com maior número de pessoas com transtorno de ansiedade e quinto em casos de depressão, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), os beneficiários da epharma economizaram R$ 31,5 milhões em medicamentos para saúde mental entre Outubro/2019 e Setembro/2021.

Neste período, foram vendidas 1,3 milhão de unidades de fármacos, que têm como fim o tratamento de doenças mentais, para uma base de consumidores de 295 clientes corporativos da epharma, que participam de algum plano de benefício da plataforma.

Os dados foram avaliados a partir das transações comerciais realizadas em mais de 30 mil farmácias parceiras da companhia em todo o território brasileiro.

“Em meio aos tempos difíceis de isolamento que passamos, principalmente devido a pandemia, entendemos a real necessidade de investir em programas que beneficiam a população, em especial no que diz respeito à saúde mental, uma questão tão delicada e que atinge tantos brasileiros. Nesse sentido, a epharma vem cumprindo com seu compromisso de possibilitar o acesso à saúde para a população através de descontos e benefícios, por meio de parcerias com a indústria farmacêutica, no intuito de contribuir para a permanência do tratamento destes pacientes”, pontua Eduardo Mangione, CEO da epharma.

Saúde Mental no Brasil

Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo, com 9,3% dos brasileiros afetados, e é o quinto em casos de depressão, que atinge 5,8% da população.

Mais preocupante que a liderança em si, no entanto, é a rapidez com que ela foi atingida: em menos de 30 anos, entre 1990 e 2017, o resto dos países teve um aumento médio de 2% em pessoas sofrendo com ansiedade.

No Brasil, esse aumento foi de 9%.

Durante a pandemia de Covid-19, o cenário se agravou ao provocar o aumento global desses distúrbios. De acordo com estudo publicado na revista científica The Lancet, foram 53 milhões de novos casos de depressão e 76 milhões de ansiedade em 2020.

No Brasil, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) ouviu com 1.996 pessoas maiores de 18 anos de idade e constatou que 80% da população brasileira tornou-se mais ansiosa na pandemia do novo coronavírus.

Conforme levantamento realizado pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), nos primeiros 5 meses de 2021, a venda de antidepressivos e estabilizadores de humor no país aumentou 13% em relação ao mesmo período do ano anterior, comprovando aumento da demanda pelo tratamento voltado para saúde mental neste período de crise sanitária.

Sobre a epharma

A epharma é uma das principais plataformas de gestão de benefícios de medicamentos do país. A empresa, fundada há 22 anos, atua como um elo, unindo os ecossistemas de tecnologia e saúde, e criando conexões inteligentes entre os seus principais públicos: indústrias farmacêuticas, farmácias e drogarias, operadoras de saúde, corretoras, healthtechs e empresas privadas de diversos segmentos.

Pioneira ao lançar o Plano de Benefícios de Medicamentos (PBM) no Brasil em 1999, conta com mais de 30 mil farmácias e 2 mil clínicas e laboratórios de diagnóstico credenciados em todo o país, beneficiando 30 milhões de pessoas e gerando economia de R$ 1,4 bilhão em 2021.

Comentários estão fechados.