Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Investimentos: cinco dicas de como não cair em golpes

Laura Bartelle, especialista em investimentos e sócia da 051 Capital, lista cuidados que todo investidor precisa ter para não sair perdendo dinheiro

No fim de março, uma quadrilha que aplicava golpes oferecendo oportunidades de investir na bolsa com promessa de retorno rápido e lucro acima do normal foi presa na operação Black Monday.

O esquema, liderado pelo brasileiro Cristiano Bianor dos Santos, movimentou mais de R$ 140 milhões e deixou no prejuízo cerca de 1.500 pessoas.

Agora, o criminoso responde por mais de 900 acusações, entre elas organização criminosa e lavagem de dinheiro.

No esquema, falsos corretores entravam em contato com pessoas que se inscreviam em sites que prometiam ensinar a investir.

As vítimas depositavam o dinheiro em contas bancárias em troca de receberem rendimentos muito acima do normal. No total, mais de R$ 140 milhões foram captados.

O valor foi convertido em bitcoin e agora equivale a cerca de R$ 1,4 bilhão.

Com a taxa Selic a 2,75% e a poupança rendendo abaixo da inflação, muitas pessoas passaram a procurar formas de aplicar seu dinheiro e ter maior lucratividade.

Mas como saber se está entrando em uma fria ou não? Veja abaixo dicas de Laura Bartelle, especialista em investimentos e sócia da 051 Capital:

1. Não deposite dinheiro para terceiros

Transfira sempre dinheiro da sua conta corrente diretamente para a sua conta na corretora, que está cadastrada com seus dados pessoais como nome completo e CPF.

Não transfira dinheiro para contas de terceiros ainda que eles justifiquem que o valor será usado para fazerem investimentos para você.

2. Questione

Se está fazendo um investimento, entenda para as mãos de quem o seu dinheiro está indo.

Quem está por trás desse investimento? Que pessoas são essas? Há quanto tempo elas estão no mercado? Quando você coloca o nome deles no Google o que aparece? Investigue!

3. Compare

Se o investimento mais seguro, como a poupança, paga em torno de 2,75% a.a atualmente (taxa básica de juros do Brasil – a Selic) por que determinada aplicação renderia 5% a.a ou 30% a.a?

Entenda os riscos que fazem com que a aplicação tenha potencial de render mais. Se lhe prometerem muito, desconfie.

4. Converse

Comente com outras pessoas sobre o investimento que descobriu, preferencialmente, pessoas que entendem mais que você. Talvez uma terceira pessoa possa lhe abrir os olhos caso você esteja empolgado com uma armadilha.

Evite ser impulsivo e tomar decisões sozinho, ainda mais se está começando a estudar sobre o assunto. Conte também com apoio de profissionais de renome que já atuam no mercado há anos em gestoras.

5. Diversifique

Sempre que for investir em algo novo, comece pequeno e diversifique! Assim, diminui o risco e vai se sentindo seguro aos poucos para aumentar as suas aplicações ou desistir de determinado tipo de investimento, se desejar.

Nunca invista tudo que tem em apenas uma aplicação. Ao diversificar, poderá também descobrir mais sobre o seu próprio perfil de investidor, se é mais arrojado ou conservador.

Sobre Laura Bartelle

Nascida em Porto Alegre, Laura Bartelle é especialista em investimentos e hoje mora no Rio de Janeiro, onde atua na 051 Capital. Começou a carreira como analista de investimentos na XP com apenas 17 anos. Durante 7 anos, atuou como analista, comunicadora e sócia da empresa. Fala sobre o mercado financeiro diariamente de forma independente nas redes sociais, especialmente no Instagram @laurabartelle.

Sobre a 051 Capital

Fundada em 2018, a 051 Capital é um gestora reconhecida pela expertise de seus sócios em alocação de recursos com conhecimento técnico e prático de forma a oferecer segurança e tranquilidade na perpetuação do patrimônio dos seus clientes.

A empresa é especializada em analisar individualmente as melhores oportunidades de investimentos e alocar os recursos de cada cliente de acordo com seu perfil de investimento, unindo independência, transparência, alinhamento e busca constante por inovação em produtos financeiros.

Comentários estão fechados.