Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Expansão do Coronavírus atinge bolsa brasileira que registra queda de 7%

De acordo com Gustavo Bertotti, economista e head de renda variável da Messem Investimentos, a Ibovespa chegou a registrar queda de 7% na tarde desta quarta-feira (26). A bolsa fechou em -6,73%, o que já era esperada devido a retração dos mercados externos na segunda e terça-feira.

“A bolsa brasileira estava fechada devido ao feriado, então somente hoje foi possível sentir o efeito da retração dos últimos dois dias. O mercado internacional registrou queda significativa nos últimos dois dias, devido a expansão do Coronavírus para a Itália e outros países da Europa. Estamos falando de uma retração global, principalmente devido a preocupação com a queda no PIB japonês e à possível redução do crescimento da economia chinesa que são as grandes potências econômicas mundiais”, sinaliza o economista.

Bertotti menciona que esperavam a queda em torno de 5 a 6%, mas reforça que o número não é assustador porque se trata de um efeito encadeia. “Todas as empresas estão em caindo, principalmente as que possuem algum relacionamento ou atuam na China, como os frigoríficos (JBS- com queda de 9,51%, Marfrig- 9,51%, Beef3- 7,52% e BRFs3- com 6,29%) além das ações da Vale, 9,54 % e a Petrobrás, de 10,05%, seguida pelas companhias aéreas e agências de viagens. Essas últimas são afetadas, inclusive, pela alta máxima do dólar que fechou em R$ 4,44 e pela expansão do Coronavírus para países fora da Ásia. Todo esse cenário começa a gerar cancelamento de passagens, empresas mudam rota de funcionários e cancelam suas viagens como forma de prevenção”, destaca.

O especialista menciona, por exemplo, as quedas acentuadas registradas pela AZUL4 de 13,30%, CVCB3 de 11,33%, e destacou, ainda, que a expansão do Coronavírus atrelada ao pico do dólar futuro, com alta de 1,35%, terá impactos significativos para empresas do setor de viagens.

Sobre a Messem Investimentos
Criada em 2007, em Caxias do Sul (RS), a empresa é, hoje, o maior escritório de investimentos do Brasil, com 15 mil clientes e mais de sete bilhões de reais sob sua administração. É o único premiado por três vezes, pela própria XP Investimentos, reiterando o título de melhor escritório de investimentos do país. Detentora do selo Great Place to Work, a Messem conta com mais de 120 assessores, atendendo nas unidades Messem de Caxias do Sul, São Paulo, Porto Alegre e Brasília.

Deixe uma resposta