Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Empresa especializada em alimentação coletiva investe em profissionais de 50 a 60 anos

Premium Essential Kitchen cria núcleo 50+ como solução para a rotatividade de funcionários. Ao todo são 150 vagas de 20 restaurantes que serão abertos até janeiro

Experientes, comprometidos e fiéis, essas foram as principais características dos funcionários acima de 50 anos, apontadas na pesquisa realizada pela Premium entre 1200 funcionários.

50+60+
Caroline Nogueira – diretora de RH -Premium Essential Kitchen

A pesquisa impulsionou a implantação do núcleo 50+, idealizada e coordenada por Caroline Nogueira – diretora de RH.

“A rotatividade é um dos principais problemas do setor de alimentação corporativa. Em geral é o primeiro trabalho de muitos candidatos, que após treinamentos e cursos, procuram outras alternativas. Percebemos que a contratação de profissionais a partir de 50 anos é uma das soluções para redução da alta rotatividade. Além da maturidade emocional, comprometimento e experiência que os funcionários maduros trazem para o trabalho, há a importância da diversidade cognitiva para maximizar a produção e desenvolver as equipes”, explica Caroline.

O núcleo 50+ teve início em novembro, com a seleção de pessoal com idade de 50 a 60 anos, para preencher as 150 vagas voltadas aos cargos de Oficial de Cozinha e Serviços Gerais, Cozinheiro e Chef de Cozinha, para suprir os 20 restaurantes que estão em fase de abertura em São Paulo (cidade), Campinas, Piracicaba, Vale do Paraíba e Grande ABC, até janeiro de 2021.

O número de candidatos superou o esperado, em dois de seleção tiveram cerca de 300 inscritos, que serão selecionados de acordo com a expansão da Premium, com aumento previsto de 30% em unidades, e, com isso, mais aberturas de vagas de empregos para 2021.

“Pretendemos manter em definitivo o núcleo 50+, por entender a importância deste perfil de profissional para nossa empresa. Temos ciência do quanto é difícil recolocação nessa faixa etária, vamos fazer a nossa parte, gerar empregos e valorizar profissionais mais experientes”, conclui Caroline Nogueira.

Treinamento

Para o inicio das atividades, os contratados passam por treinamento e atualização, pois muitos estiveram afastados do mercado. O curso voltado ao processo de integração, aborda assuntos de Segurança Alimentar, Saúde no Trabalho, Atendimento, Procedimentos Internos e Filosofia da Premium.

Contratada!

Isabel Mazon de 57 anos, foi uma das selecionadas em outubro. Cozinheira de mão cheia, com mais de 14 anos de experiência, completou o treinamento e está trabalhando em um dos restaurantes da Premium, que junto com a equipe da cozinha, servem cerca de 180 refeições por dia.

“Fiquei desempregada na pandemia, estava muito desanimada, as poucas vagas de emprego eram para pessoas jovens. Achei que esse Natal seria triste, mas tudo mudou, estou empregada em plena pandemia. Sou grata e valorizo muito o meu emprego, agora posso fazer planos de fazer uma ceia e até comprar uma vestido para o Ano Novo, estou muito feliz”, comenta Izabel empolgada.

Premium Essential Kitchen

Empresa atuante há 30 anos em alimentação coletiva, possui 140 restaurantes nos mais diversos segmentos e atende empresas como Mitsubishi, Gol, GE, TAM, Toyota, Mercado Livre, DHL, entre outras empresas, com quadro de 1200 colaboradores, entre eles, 100 nutricionistas.

Os funcionários participam de reciclagem periódica, através de treinamentos que abordam – Integração, Oficina do Chef, Controle de Desperdício e demais assuntos relacionados e necessários para o aprimoramento da função.

A empresa possui o Selo Quality Clean – SQC que qualifica os restaurantes da Premium, através de um conjunto de rígidos protocolos que avaliam os processos em relação à segurança sanitária, desinfeção e combate ao Covid-19, atestando práticas seguras de higienização e alta confiabilidade no uso de suas instalações.

A Premium mantém ações voltadas à sustentabilidade e conscientização, através dos programas:
– Cozinha Sob Medida, incluindo Controle de Sobra, Resto Alimentar e Coleta de Óleo,
– Controle de Descartáveis, através da utilização de produtos reutilizáveis, e
– Compostagem de Resíduos Orgânicos, permitindo a utilização do substrato em hortas para produção de hortaliças, para consumo próprio da cozinha e colaboradores da empresa.

Para saber mais, acesse somospremium.com.br

Sobre o setor

Segundo dados da ABERC – Associação Brasileira de Refeições Coletivas, o setor movimentou em 2019, cerca de R$ 20,6 bilhões e cresce aproximadamente 7% ao ano. Segundo o Rogério Vieira – vice-presidente da entidade, o setor obteve crescimento de 30% em setembro/outubro, em comparação ao início da pandemia (abril/maio).

1 comentário
  1. Gino Alam Diz

    perfect article

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.