É possível fazer mais de uma vez lipoaspiração? - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

É possível fazer mais de uma vez lipoaspiração?

Quem busca o corpo e, principalmente o abdômen, mais definido há diversas maneiras de conquistá-lo, sendo a lipoaspiração o procedimento estético o mais procurado.

Dados da última pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) revelaram que o Brasil é o país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo.

Dentre os procedimentos mais procurados está a lipoaspiração em segundo lugar do ranking, seguida da cirurgia de aumento de mama- em primeiro lugar.

Hoje, há diversas técnicas de redução de gordura na região do abdômen como a lipoaspiração comum e a lipofracionada, esta técnica menos invasiva e mais atual.

O médico cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. Victor Cutait, precursor da técnica no país, explica as diferenças entre a lipofracionada em relação à lipoaspiração comum e qual é mais indicada.

“A lipoaspiração fracionada é uma técnica mais moderna da lipo comum, capaz de eliminar 100% da gordura localizada em áreas como abdômen, cintura, costas, coxas e braços. Ela tem o princípio da lipoaspiração comum, que é aspirar a gordura, mas realiza a eliminação segmentando o procedimento em diferentes sessões para cada parte do corpo”, aborda Cutait.

Quem já fez lipo comum pode fazer a lipofracionada? Quanto tempo depois?

É possível, segundo o médico. Ele informa que para a realização da segunda cirurgia de lipoaspiração, sendo por meio da lipofracionada, é necessário aguardar o corpo se recuperar por completo da primeira cirurgia.

“Normalmente, depois de três a quatro meses o paciente já pode se submeter à lipofracionada. O tempo indica o período de recuperação total da primeira cirurgia: que inclui redução total do inchaço, sem a presença de fibrose e quando o corpo já se recuperou completamente”, expõe o profissional.

Ele completa. “Não há um limite para o número de lipoaspirações que um paciente pode fazer em uma mesma região do corpo, mas é ideal também manter o resultado da cirurgia. Para isso, é essencial ter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos regularmente”, finaliza o médico.

Victor Cutait possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Marília (2001) com especialização em cirurgia plástica pelo Instituto Brasileiro de Cirurgia Plástica, em São Paulo.

Ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), professor de cirurgia plástica da Universidade Nove de Julho (UniNove) e dirige a Clínica Cutait Cirurgia Plástica, especializada em Cirurgia Plástica, Dermatocosmiatria e Fisioterapia Dermatofuncional. O médico cirurgião é pioneiro em lipoaspiração fracionada no Brasil.

victor-cutait

Comentários estão fechados.