Como fazer o cálculo de férias?
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Como fazer o cálculo de férias?

Saber como fazer cálculo de férias é importante como uma ferramenta para prever o quanto de dinheiro será recebido.

Hoje em dia muitos trabalhadores têm dúvidas sobre o cálculo de férias, por causa das novidades trazidas pela reforma trabalhista.

Entretanto, calcular as férias não é tão difícil quanto parece, e com o mínimo de atenção você pode fazer isso agora mesmo.

Qual é o cálculo das férias?

Para chegar ao valor exato das suas férias você precisa fazer o seguinte cálculo:

  • Valor do seu salário bruto (já com os descontos do INSS) + 1/3 do seu salário bruto.

Para você entender melhor, vamos explicar em números. Confira como ficaria o cálculo de férias de quem recebe um salário mínimo em 2022:

  • 1.121,10 + 373,70 = 1.494,80 (aproximadamente)

Vale destacar que alguns trabalhadores sofrem o desconto de outros impostos no seu salário, como o caso do IRRF (Imposto Sobre a Renda Retido na Fonte).

Contudo, a imensa maioria, que recebe abaixo de dois salários mínimos, têm apenas o INSS descontado.

Além disso, a alíquota do INSS varia conforme a faixa salarial, indo de 7,5% para quem recebe apenas um salário, e até 14% para quem recebe entre R$ 3.305,23 e R$ 6.433,57 por mês, ou mais.

Como calcular a venda das férias 

Segundo as disposições legais que estão em vigência, o trabalhador só pode vender o equivalente a um terço do tempo de férias a que tem direito.

Ou seja, a pessoa só poderá vender 10 dias das suas férias e receber o equivalente a isso.

Para fazer o cálculo de férias e vender parte delas, use a seguinte fórmula:

  • Salário mínimo bruto (já com os descontos do INSS) dividido por três + 1/3 do salário bruto + abono pecuniário (valor igual a 1/3 do salário bruto) + 1/3 do abono pecuniário.

Em números, o cálculo de venda de férias para quem recebe um salário mínimo em 2022 fica assim:

  • 373,70 + 373,70 + 373,70 + 124,56 = 1.245,66 (aproximadamente)

Cálculo de férias fracionadas 

Para fazer o cálculo de férias fracionadas você precisa levar em consideração o tempo que pretende passar descansando.

Por exemplo, se a pessoa decide passar apenas 20 dias de férias, receberá proporcionalmente pelos 20 dias.

Na hora de calcular as férias fracionadas, use a seguinte fórmula:

  • Um salário mínimo líquido (sem descontos) + 1/3 do salário líquido / 30 x 20 – o percentual de desconto do INSS e de impostos.

Em números, ficaria assim:

  • 1.212,00 + 373,70 = 1.585,70 / 30 = 52,85 x 20 = 1.057,00 – 7,5% = 977,00 (aproximadamente)

Nesse caso, os outros 10 dias contariam como férias acumuladas.

Cálculo de férias proporcionais 

Existem alguns trabalhadores que são “obrigados” a receber as suas férias antes de um ano do registro em carteira. Os motivos podem ser férias coletivas, demissões e outros.

Assim, para essas pessoas o tipo de cálculo de férias a ser feito é o de férias proporcionais. A fórmula utilizada é a seguinte: 

  • Salário bruto (já com os descontos do INSS) x número de meses trabalhados / 12 + 1/3 do salário bruto.

Confira como o cálculo fica em números, para um trabalhador que ganha um salário mínimo e trabalhou apenas 8 meses, por exemplo:

  • 1.121,10 x 8 = 8.968,80 / 12 = 747,40 + 373,70 = 1.121,10 (aproximadamente)

Como calcular um terço de férias? 

Para fazer o cálculo de um terço de férias, divida o seu salário bruto por três e pronto, terá o resultado.

O salário bruto é o dinheiro que você recebe, depois de todos os descontos. Além do INSS, podem ser descontadas faltas injustificadas, IRRF e outros impostos. 

Como é feito o pagamento das férias? 

O pagamento das férias deve ser feito com base no cálculo proporcional realizado, caso haja.

Feito isto, o valor deve ser entregue ao trabalhador, pelo seu empregador, em até dois dias antes do início do período de férias.

Como é feito o cálculo de férias vencidas?

Por fim, vale citar o caso de trabalhadores que têm férias acumuladas, que devem ser pagas no futuro. A esses valores se dá o nome de férias vencidas.

Para calcular as férias vencidas basta somar os valores referentes a cada período de férias com mais 1/3 proporcional a cada período.

Assim, digamos que um trabalhador receba um salário mínimo e tenha três períodos de férias completos e vencidos para receber em 2022. O cálculo de férias a receber ficaria assim:

  • 3.363,30 (valor da somatória das férias já com descontos do INSS) + 1.121,10 (soma do equivalente a 1/3 de cada período de férias vencido) = 4.484,40 (aproximadamente)

Vale destacar ainda que a empresa pode ser penalizada por não ter pago as férias do funcionário no tempo devido.

Leia mais:

Como calcular o custo de um funcionário?

Capacitação de funcionários: veja 5 vantagens de investir

6 maneiras que a tecnologia está transformando o esporte

Comentários estão fechados.