CCR Barcas levou cerca de 30 mil pessoas ao Museu do Amanhã, de março a maio - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

CCR Barcas levou cerca de 30 mil pessoas ao Museu do Amanhã, de março a maio

Com apoio do Grupo CCR, mais de 30 mil visitantes já conheceram gratuitamente o Museu do Amanhã

Incentivo à cultura, inovação e à inclusão social.

Com apoio do Grupo CCR, por meio do Instituto CCR, cerca de 30 mil pessoas já visitaram gratuitamente o Museu do Amanhã entre março e maio deste ano. Mantenedor do museu, a CCR retomou o Programa Terças Gratuitas, que permite o acesso livre de qualquer visitante às exposições e atividades em cartaz.

Entre os visitantes, a iniciativa é mais do que bem-vinda. “Liberar as terças-feiras para a comunidade de modo geral é fantástica, porque muitas pessoas precisam de cultura e não conhecem a maravilha que é apresentada aqui no museu”, afirma Luiz Carlos, frequentador do museu.

Já Ana Carolina Mota ficou surpresa com a questão da gratuidade: “fiquei bem apaixonada pelo projeto”.

De acordo com Jéssica Trevisam, Gerente de Responsabilidade Social do Instituto CCR, o retorno da gratuidade ajuda a ampliar a conexão do público com a arte e a cultura.

“Esta iniciativa faz parte do nosso compromisso em fazer com que o acesso à cultura seja universal, possibilitando aos visitantes que tenham acesso a um dos melhores museus do mundo.”

Ingressos gratuitos: saiba como retirar

Para conhecer gratuitamente o espaço cultural é preciso retirar os ingressos on-line pelo site da Eventim.

No dia da visita, será necessário apresentar o voucher, impresso ou pelo celular.

O agendamento dos bilhetes terá dia e horário marcado para controlar a quantidade de pessoas que estará no Museu ao mesmo tempo, evitando aglomerações e permitindo uma experiência mais segura para todos.

Para Maria Garibaldi, diretora-executiva do Museu do Amanhã, as “Terças Gratuitas” é um convite para que as pessoas visitem o museu e debatam sobre ciência, educação, sustentabilidade e democracia.

“Vamos pensar juntos nos melhores amanhãs possíveis”, destaca.

Comentários estão fechados.