ACE busca startups para investir até R$ 1 milhão - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

ACE busca startups para investir até R$ 1 milhão

São Paulo, agosto de 2019 – Depois de aposentar seu modelo de aceleração tradicional e se consolidar como uma empresa de inovação, a ACE está em busca de startups para investir de R$ 200 mil até R$ 1 milhão e ajudá-las a alcançar seu product-market fit. As empresas interessadas no investimento devem ter um faturamento mensal a partir de R$ 50 mil e realizar o início do processo de análise via site.

A ACE busca ser o primeiro investidor institucional de uma empresa e acompanhá-la ativamente até a Série A, com aportes de R$ 200 mil até R$ 1 milhão por startup no primeiro cheque. A quantia investida é decidida caso a caso, e há oportunidades de co-investimento com fundos, investidores-anjo e outros agentes desde a primeira rodada de captação até os rounds de follow-on.

Além disso, para auxiliar startups que estão sendo analisadas para investimento – e também aquelas que ainda não estão no estágio ideal – a ACE desenvolveu uma plataforma online que disponibiliza todo o método e conteúdo ACE, de mais de 6 anos como aceleradora tradicional, gratuitamente. Um algoritmo proprietário com 44 variáveis, como o time fundador e o tamanho do mercado, foi integrado a plataforma, que avalia e dá um score. Assim, a ACE acompanha todo o processo para que o empreendedor em estágio seed consiga chegar de forma mais rápida e equilibrada ao Series A. Enquanto no mundo cerca de 78% das startups que recebem Seed Capital acabam morrendo ou andando de lado nos anos seguintes, na ACE, entre as empresas investidas, apenas 30% dos casos ficam abaixo de 5% de crescimento mês a mês.

“Hoje investimos nos melhores empreendedores em toda a jornada do Seed, liderando ou entrando em rodadas de R$100 mil a R$2 milhões, e temos uma participação hands-on e estratégica para ajudar startups a chegarem até a Série A mais rápido, mais preparadas e com mais equity na mão dos founders”, relata Mike Ajnsztajn, fundador da ACE.

Três vezes eleita a melhor aceleradora da América Latina, tendo acelerado mais de 300 startups, com 14 exits, como Love Mondays, Grubster, PetAnjo e Hiper, e analisar mais de 20 mil projetos, a ACE entendeu que era hora de dar o próximo passo neste mercado e aplicar a disrupção radical em seu próprio negócio. Com base neste legado, a ACE optou por encerrar as atividades de aceleração em junho de 2019, transformando todo o repertório e protagonismo no Early Stage Brasileiro em uma verdadeira empresa de investimentos hands-on, com método proprietário e uma poderosa rede de conexões.

Os interessados em cadastrar sua startup devem acessar o seguinte link e preencher o formulário: app.acestartups.com.br/go

SOBRE A ACE

Fundada em novembro de 2012, a ACE nasceu para ajudar empreendedores de alto potencial a transformarem suas startups em negócios de classe mundial. Em quase 7 anos, a ACE cumpriu seu propósito ao oferecer não apenas dinheiro, por meio de investimentos, mas também mentorias com executivos e empreendedores, além de um método de aceleração premiado e customizado, que já produziu 14 exits de startups, como Love Mondays, Grubster, PetAnjo e Hiper, bem como mais de 300 empresas aceleradas. Não por acaso, a ACE já foi três vezes eleita a melhor aceleradora da América Latina e é parceira exclusiva do Google Launchpad e da Draper Network Venture no Brasil. Recentemente a ACE avançou para o próximo nível e passou a ser uma empresa de inovação que investe em startups dando todo o suporte para que elas cheguem na série A. Além disso, a ACE foi uma das primeiras investidoras em série do Early Stage no Brasil.

Deixe uma resposta