5G no Brasil: 4 coisas que vão mudar com essa tecnologia - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

5G no Brasil: 4 coisas que vão mudar com essa tecnologia

Veja o que muda com a chegada da conexão

No começo de julho se deu a estreia da tecnologia 5G no Brasil, em Brasília, no Distrito Federal.

E segundo especialistas nessa área, a previsão é que em pouco tempo ela chegue a demais capitais e regiões do país.

Algumas grandes cidades brasileiras estão na fila para receber a tecnologia, como é o caso de Belo Horizonte e São Paulo.

E com a chegada iminente do 5G no Brasil, a pergunta que fica é: O que irá mudar no dia a dia dos usuários?

O que é o 5G?

Antes de saber o que irá mudar na prática, com a chegada do 5G no Brasil, é preciso ter conhecimento de que tipo de tecnologia estamos falando.

5G significa quinta geração, e essa é a tecnologia que promete suceder o 4G no Brasil e no mundo.

Em suma, o 5G é um padrão de tecnologia que fornece conectividade para celulares e diversos dispositivos que utilizam a rede móvel de internet.

4 coisas que o 5G vai mudar no Brasil

Agora que você já sabe o que é e que a tecnologia 5G no Brasil já começou a ser implementada, é hora de saber o que irá mudar na prática para os usuários.

Listamos a seguir, 4 coisas que vão mudar com a chegada desse padrão. No entanto, é preciso saber que essa mudança será gradual.

1.Velocidade de conexão

Com uma capacidade que promete ser de até 20 vezes mais rápida que o 4G, o 5G no Brasil irá mudar a forma como os brasileiros fazem downloads.

A efeito de comparação, para realizar um download de um filme completo no 4G, o tempo de espera é de cerca de 50 minutos.

Já com a tecnologia 5G, será possível realizar esse mesmo download em 7 minutos, segundo testes realizados.

2.Menor tempo de resposta com o 5G no Brasil

Especialistas usam o termo “latência” para definir o tempo que leva para os dados enviados chegarem ao destino.

Com o 4G, essa latência costuma ser de 80 milissegundos. Depois de implantado o novo modelo de conexão, esse tempo irá cair então para 4 milissegundos.

Isso se deve a rede exclusiva que será implantada pelas operadoras brasileiras para a difusão do 5G no Brasil.

3.Mais pessoas conectadas

Com o aumento no número de pessoas conectadas ao mesmo tempo, no mesmo lugar, a velocidade e qualidade do 4G costuma oscilar.

Esse não será um problema quando chegar de vez a tecnologia 5G no Brasil, pois a rede não fica sobrecarregada.

Estima-se que é possível conectar quase um milhão de usuários por km quadrado, sem que o 5G apresente falhas

4.Mais estabilidade com o 5G no Brasil

Com esse tipo de segurança e tecnologia, com a chegada do 5G no Brasil, as conexões poderão enfim ser muito mais estáveis.

Especialistas estimam que, depois de difundido por todo território nacional, o 5G funcione melhor que os pacotes de rede fixa.

Portanto, isso irá garantir o funcionamento de diversos aparelhos eletrônicos de uma só vez, melhorando seu desempenho.

Com a chegada dessa nova tecnologia, a promessa de qualidade de conexão fica cada vez mais forte.

No entanto, será necessário paciência, até que essa maravilha tecnológica chegue a todos os lugares e regiões do país.

Veja também:

12 maneiras de ganhar dinheiro extra no final de semana

Varejo cresce 24,8% no primeiro semestre

Investimento com liquidez diária: confira opções

Comentários estão fechados.