Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

iFood continuará 100% em home office até junho de 2021

A empresa avalia a possibilidade de não retomar a rotina de trabalho como era antes aos escritórios das sedes em Osasco, Campinas e Jundiaí, e manter os escritórios como ponto de encontro dos colaboradores

Os colaboradores do iFood, empresa brasileira líder em delivery online de comida na América Latina, ficarão cem por cento remoto até junho de 2021 — com possibilidade de estender o prazo e não retornarem ao espaço físico. Dentre as ações realizadas no período, ferramentas de trabalho, softwares de comunicação e estrutura física foram providenciadas para os funcionários da plataforma trabalharem de onde lhes for mais cômodo.

“Queremos nos tornar a melhor empresa para trabalhar e referência em trabalho remoto no mundo e, assim, atrair ainda mais talentos para colaborar conosco”, explica Gustavo Vitti, VP de People, área de recursos humanos do iFood. O executivo afirma que esse período será de aprendizado e que posteriormente será possível avaliar se as pessoas voltarão ou não para o escritório. Durante este período, o papel dos escritórios do iFood, com sedes em Osasco, Jundiaí e Campinas, mudará na vida dos colaboradores e passará a ser um lugar de encontro.

Para dar suporte ao jeito de trabalhar remoto foi desenvolvida uma ferramenta para suporte, o iFOS beta, que atuará em três pilares: Equilíbrio, Desenvolvimento e Conexão, oferecendo os recursos necessários para que as lideranças construam um trabalho mais eficiente junto às equipes, com flexibilidade, liberdade, foco nas entregas, sem deixar de lado o desenvolvimento e equilíbrio de cada Foodlover — como são chamados os colaboradores iFood.

A empresa também anunciou as “Quartas-feiras de desenvolvimento”, uma das atividades na qual, uma vez por semana, a agenda dos colaboradores será bloqueada para que possam se concentrar em seu autodesenvolvimento. Seja um curso de idiomas, a leitura de um livro específico ou outra atividade que traga conhecimento, esse tempo será exclusivo para estudar e focar em outros assuntos. Além disso, todos os Foodlovers têm subsídios de até 70% para aulas de inglês e outros idiomas.

“A ideia é construir metodologias para que todos possam fazer alinhamentos e equilibrar a vida profissional e pessoal”, explica Vitti. Ele esclarece que outras iniciativas para o bem-estar, descanso, gestão e dicas estarão presentes no dia a dia dos colaboradores. “Queremos garantir que estar remoto não quer dizer estarmos longe mas, sim, que temos um canal facilitador no dia a dia. Essa disponibilidade de recursos é importante para que todos os colaboradores possam sentir que estão sendo assistidos, liderados e que possuem qualidade de vida e equilíbrio no dia a dia, mesmo remotamente”.

Sobre iFood

A iFood é uma das foodtechs mais inovadoras do mundo e líder em food delivery na América Latina, com mais de 39 milhões de pedidos mensais no Brasil, mais de 236.000 restaurantes em mais de 1.000 cidades.

A empresa brasileira usa inteligência de negócios e soluções de gestão para restaurantes parceiros e entregadores para proporcionar a melhor experiência aos consumidores.

O iFood tem investidores importantes, incluindo Movile – líder em mercados móveis, e Just Eat Takeaway, uma das maiores empresas de pedidos online de alimentos do mundo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.