Fiagro: o que são os fundos de investimento do agronegócio? - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Fiagro: o que são os fundos de investimento do agronegócio?

Acompanhe e veja se o investimento se encaixa em sua carteira

Fiagro é uma modalidade recente de investimento, tendo sido oficializado em agosto de 2021.

O agronegócio é um dos pilares da economia do Brasil e muitos investidores tem interesse em aplicar o seu dinheiro nesse setor.

Sendo assim, o governo lançou uma lei que permite comprar cotas dos Fundos de Investimento do Agronegócio.

Assim, o ramo consegue levantar fundos para realizar suas operações e muitos investidores ainda lucram com isso.

O que é Fiagro?

Os Fundos de Investimento do Agronegócio, ou Fiagro, são cotas de investimento parecidas com os FIIs.

No entanto, o aporte desse tipo de empreendimento é obtido dos lucros do setor da agricultura.

Assim como no caso dos FIIs, os rendimentos dos Fundos de Investimento do Agronegócio são isentos do imposto de renda para pessoas físicas.

Afinal, o governo tem interesse que mais investidores apliquem dinheiro nesse ramo, que é tão importante para a economia do país.

Como funciona o Fiagro?

O Fiagro funciona como qualquer investimento de renda variável, ou seja, o investidor aplica seu dinheiro comprando cotas de um empreendimento.

Então, a empresa gestora cuida das aplicações, com enfoque na valorização do dinheiro aplicado. Em seguida, distribui o lucro obtido proporcionalmente entre os cotistas.

O que diferencia os Fundos de Investimento do Agronegócio, é que o empreendimento aqui é do ramo da agricultura.

Sendo assim, esse é um mercado bastante instável, devido aos fatores climáticos, valorização do dólar, e outros fatores que interferem diretamente no rendimento.

Portanto, investir no Fiagro pode ser um pouco mais arriscado que nos FIIs, mas, em contrapartida, o potencial de lucro também é maior.

Como investir nesse tipo de fundo?

Quem deseja investir no Fiagro deve consultar a instituição financeira da qual é cliente para saber se ela disponibiliza esse tipo de investimento.

Ademais, também é possível contratar uma empresa corretora para que ela avalie qual a melhor área do agronegócio para aplicar o seu dinheiro.

Afinal, os Fundos de Investimento do Agronegócio não se limitam somente às lavouras, propriamente ditas.

Os investidores podem adquirir cotas de vários tipos de empreendimento do setor agroindustrial, como por exemplo:

  • Aquisição de fazendas e outros tipos de imóveis rurais;
  • Ativos de sociedades que gerenciam empreendimentos agroindustriais;
  • Títulos de créditos, ativos financeiros ou valores mobiliários emitidos por pessoas físicas ou jurídicas, que sejam de caráter agroindustrial;
  • Certificados de recebíveis do agronegócio (CRAs);
  • Direitos de crédito do setor do agronegócio;
  • Cotas de fundos de investimentos em direitos creditórios do agronegócio;
  • Direitos creditórios de imóveis rurais.

Para investir no Fiagro, você pode comprar cotas desses setores e receber os ativos relativos a esses Fundos de Investimento do Agronegócio.

É importante lembrar que a ajuda de um especialista pode ser crucial para saber onde e quando investir no Fiagro.

Afinal, por ser um investimento de renda variável, o risco de perda de capital é grande.

O primeiro passo para investir bem, é conhecer o ativo. De posse das informações sobre o Fiagro, você sabe se o investimento se encaixa em seus objetivos.

Veja também:

Novo feed do Instagram: como se adaptar a essa mudança

Cartão de crédito BMG, vale a pena?

Royalties musicais: como funciona e como investir

Comentários estão fechados.