Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

6 dicas para começar a investir em criptomoedas

Com crescimento de 45,6%, o covid-19 acelerou o processo de investimento em ativos digitais

Desde 2008, as criptomoedas passaram a fazer parte do cotidiano dos brasileiros e apresentaram uma revolução no mercado financeiro. Um grande exemplo disso é o seu rápido crescimento. De acordo com dados da Wise&Trust, fintech americana de gestão de investimentos em ativos digitais, o volume de negociações de investimentos com essa natureza cresceu 45,6% desde o início do ano, passando de U﹩185,45 bilhões para U﹩270 bilhões. Mesmo com todo esse espaço, para uma boa parte da população ainda restam muitas dúvidas sobre o que é, quais os riscos e quem pode investir em criptomoedas.

No cenário causado pela pandemia do novo coronavírus, muito tem se falado sobre as novas opções de investimento e as moedas e ativos digitais são os que se destacam. Rudá Pellini, cofundador da Wise&Trust listou algumas dicas para quem tem interesse em investir em criptomoedas, mas não sabe por onde começar. Confira abaixo:

1 – Entenda mais sobre o mercado, estude sobre: é muito importante e necessário entender onde estamos investindo

As criptomoedas são um tipo específico de moeda digital que utilizam criptografia para evitar a interceptação de informações. A sua compra e venda sempre acontece pela internet. Mundialmente, existem centenas de tipos de criptomoedas, o mais conhecido é o Bitcoin.

2 – Na hora de comprar, escolha uma empresa confiável

Para comprar Bitcoin é muito necessário escolher uma empresa que passe confiança para negociar suas moedas, por isso sempre observe alguns quesitos como tempo de mercado, transparência e reputação. Além disso, é preciso avaliar riscos e projetar tendências para o futuro.

3 – Ao investir, esteja com os pés no chão

Não aplique mais do que está disposto a perder. O criptomercado é volátil, os picos de valorização podem mudar muito. Então, é necessário que você analise bem o momento e alinhe suas expectativas com o atual cenário.

4 – Cuidado com as supostas fórmulas mágicas

Assim como em qualquer outro mercado, existirão pessoas oferecendo as tão sonhadas “fórmulas mágicas” para enriquecer em menos tempo. Um ponto fundamental para se dar bem é não se deixar enganar por tais propostas. Essas ofertas se tratam de convites para participar das famosas pirâmides financeiras.

5 – Mantenha a atenção na segurança das suas moedas

Após adquirir suas primeiras frações de qualquer tipo de criptomoeda, preocupe-se com a segurança de seu dinheiro. Só deixe seu dinheiro em corretoras caso você realize operações de trade (compra e venda). Se não, é imprescindível que você tenha uma carteira para guardar suas criptomoedas.

6 – Não pare de aprofundar os seus conhecimentos sobre o assunto

Por trás das criptomoedas, a tecnologia blockchain tem revolucionado o mundo em que vivemos. Mesmo que você já seja um investidor, mantenha o entusiasmo para sempre querer aprender coisas novas. Pode ser os gráficos de criptos ou análises técnicas, o que importa mesmo é manter o conhecimento em dia para ter mais confiança na hora de tomar decisões importantes.

Quando você decide investir em criptomoedas, começa a fazer parte de uma revolução tecnológica financeira que poderá se tornar a forma padrão do sistema em um futuro não tão distante como imaginamos. O que vale é manter a atenção na hora de investir e conhecer a fundo este mercado em que está entrando para não ser vítima de possíveis golpes financeiros.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.