Cartão de crédito para crianças e adolescentes: como funciona? - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Cartão de crédito para crianças e adolescentes: como funciona?

Veja formas inteligentes de oferecer um cartão e ensinar sobre finanças

Oferecer um cartão de crédito para crianças e adolescentes é uma forma de aplicar lições de educação financeira para os pequenos.

Afinal, aprender a lidar com dinheiro desde cedo é primordial para o futuro.

Sendo assim, muitos pais têm procurado por essa opção junto às instituições financeiras.

Existe cartão de crédito para criança e adolescente?

Legalmente, nenhum menor de idade pode ser titular de um cartão de crédito no Brasil.

Porém, para conseguir oferecer cartão de crédito para crianças e adolescentes, os bancos desenvolveram alternativas para os pais e responsáveis.

Essas alternativas sempre consistem em algum tipo de serviço similar ao dos cartões de crédito convencionais, como cartões pré-pagos e adicionais.

Assim, sob a tutela dos pais, as crianças aprendem como funciona o universo financeiro e como controlar os próprios gastos.

Saber lidar com dinheiro e finanças é algo fundamental desde cedo.

Dessa forma, os pequenos crescem com mais noção de como lidar com seu dinheiro quando crescerem.

Tipos de cartão de crédito para criança e adolescente

A maioria dos bancos oferece algum tipo de alternativa ao cartão de crédito para crianças e adolescentes.

Dentre essas opções, as mais comuns são:

Cartão mesada: O cartão mesada é um cartão atrelado à conta dos pais ou responsáveis e que pode ser pré-pago ou de débito.

Ele pode ser recarregado todos os meses pelos responsáveis pela criança, ou oferecer um limite pré-determinado para ser usado como mesada.

Cartão adicional: Esse tipo de cartão de crédito para crianças e adolescentes é vinculado ao cartão principal, de titularidade dos responsáveis pelo menor.

Assim, os pais podem acompanhar de perto todos os gastos da criança, ajustar o limite de crédito e dar orientações a ela.

A criança, por sua vez, pode aprender a lidar com dinheiro e ter noção de como a dinâmica do cartão de crédito funciona.

Cartão pré-pago: O cartão pré-pago é uma das formas mais simples de oferecer um cartão de crédito para crianças e adolescentes.

Afinal, o pai ou responsável faz a recarga com antecedência e, tanto ele quanto o menor sabem exatamente quanto este poderá gastar.

Cartão de débito: Esse tipo de serviço permite que o responsável abra uma conta digital no nome da criança, mas que será gerenciada por si.

Então, o menor usa o cartão na função débito, não tendo acesso à função crédito.

Entretanto, ele consegue aprender sobre como as compras com o cartão funcionam.

A partir de qual idade é o cartão de crédito infantil?

Normalmente, as instituições financeiras pedem uma idade mínima de 12 anos para oferecer o cartão para menor.

No entanto, é possível encontrar empresas que determinem a idade mínima de 10.

Para crianças mais novas que, o ideal é que o “Guardião da conta” peça um cartão adicional ou pré-pago para elas.

Afinal, em uma idade tão jovem, pode ser difícil para a criança entender como funciona a função crédito.

Então, ela aprende como pagar as compras com cartão e, quando for mais velha, já saberá como usar o cartão de crédito para crianças e adolescentes.

Veja mais:

Marketing Digital para RH: 10 dicas para implementar na sua empresa

15 franquias de alimentação baratas para investir em 2022

Renda fixa: o que é e como investir

Comentários estão fechados.