Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Inscrições abertas para o Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde 2021

"Jornalismo Escrito", "Jornalismo Audiovisual" e "Cobertura Diária" serão as categorias reconhecidas na edição"

O Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde anuncia sua nona edição, firme em seu propósito de fortalecer o jornalismo de saúde na América Latina sobretudo em um ano repleto de desafios e que informação legítima e segura se faz tão imprescindível.

As inscrições estão abertas até o dia 9 de junho de 2021 e visa reconhecer a excelência e a cobertura jornalística de qualidade sobre saúde.

O prêmio, iniciativa da Roche América Latina e da Secretaria Técnica da Fundação Gabo, reconhece a excelência e estimula a cobertura jornalística de qualidade relacionada à saúde.

Neste ano, as categorias são Jornalismo Escrito, para trabalhos de texto jornalístico publicado em um meio impresso ou digital da AL; Jornalismo Audiovisual, trabalho jornalístico produzido e transmitido na região por canal de televisão aberto, fechado ou digital e Cobertura Diária, onde serão premiados trabalhos referências em cobertura, profundidade, clareza, e acompanhamento dos temas que surgem no dia a dia, e que mostram os desafios que os jornalistas enfrentam.

• Acesso à saúde

• Doenças não transmissíveis

• Doenças raras ou órfãs

• Inovação nos cuidados da saúde

• Inovação nos sistemas de saúde

• Regulação, reformas e políticas públicas

O tema acesso à saúde vem ganhando espaço na imprensa latina com trabalhos informativos.

Por isso, o Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde entrega uma menção honrosa nesse assunto dentro de cada uma das categorias da premiação.

Os trabalhos inscritos com acesso à saúde como tema principal estarão inscritos automaticamente nessa menção.

Já para fortalecer novos enfoques e temas de jornalismo, o Prêmio Roche traz mais duas menções honrosas: uma em Jornalismo de soluções, que busca promover a produção de histórias que investiguem, narrem e expliquem com profundidade as repostas que instituições, comunidades e pessoas estão desenvolvendo ante os desafios da saúde na América Latina. A outra será em Cobertura Jornalística da COVID-19, que foi criada devido à pandemia e busca premiar os trabalhos jornalísticos que abordem a sustentabilidade dos sistemas de saúde na região nesse contexto, assim como o desafio à capacidade de atender à população e sua habilidade em responder às necessidades futuras. Todos os trabalhos inscritos no Prêmio Roche participarão automaticamente a essas duas menções honrosas, uma vez que cumpram com os critérios descritos.

A inscrição dos trabalhos deve ser realizada pelos jornalistas responsáveis no site: www.premiorochedejornalismo.com.

Serão aceitos materiais produzidos originalmente em espanhol ou português, publicados ou transmitidos na América Latina de 1º de janeiro de 2019 a 31 de dezembro de 2020.

O vencedor de cada categoria (no caso de ser um trabalho coletivo, a equipe deverá escolher um delegado) receberá uma bolsa de até 5.000 dólares (menos taxas) para formação acadêmica em cursos, especializações ou mestrados.

Além disso, receberá um troféu comemorativo e um certificado.

Os finalistas, em cada uma das categorias em disputa na nona edição, vão receber uma medalha e um certificado. Os autores vencedores das menções honrosas receberão um certificado.

Acesse aqui o regulamento completo.

Sobre a Roche

A Roche é uma empresa internacional pioneira em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos e produtos para diagnóstico, que fazem avançar a ciência e melhoram a vida das pessoas.

A potência combinada da integração farmacêutica-diagnóstica sob um mesmo teto transformou a Roche na líder em medicina personalizada, uma estratégia que busca proporcionar a cada paciente o melhor tratamento possível.

A Roche é a maior empresa biotecnológica do mundo, com medicamentos autenticamente diferenciados nas áreas de oncologia, imunologia, doenças infecciosas, oftalmologia e neurociência.

A empresa também é a líder mundial em diagnóstico in vitro e em diagnóstico histológico do câncer, além de estar na vanguarda no controle da diabetes.

Fundada em 1986, a Roche busca sempre melhorar as formas de prevenir, diagnosticar e tratar as doenças, assim como contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade.

A empresa também tem como objetivo melhorar o acesso dos pacientes às inovações médicas, trabalhando em conjunto com todas as partes envolvidas.

A Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial da Saúde (OMS) contém 30 medicamentos desenvolvidos pela Roche, entre eles antibióticos, antipalúdicos e remédios contra o câncer que salvam vidas.

Pelo décimo segundo ano consecutivo a Roche foi reconhecida pelo Índice de Sustentabilidade Dow Jones (DJSI) como a empresa mais sustentável nas áreas de Indústria Farmacêutica, Biotecnologia e Ciências da Vida.

O Grupo Roche, sediado na Basileia (Suíça), atua em mais de 100 países. No ano de 2019 deu emprego a cerca de 98 mil pessoas, investiu cerca de US$ 13,1 bilhões em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) e suas vendas chegaram a US$ 69 bilhões. A Genentech (Estados Unido), por exemplo, é uma das subsidiárias do Grupo Roche, que também é acionista majoritário da Chugai Pharmaceutical (Japão). Para mais informação, consulte a página www.roche.com.

Sobre a Fundação Gabo

A Fundação Gabo tem como missão promover um melhor jornalismo e o estímulo da criatividade, com ênfase no método de workshop e na memória de seu fundador, Gabriel García Márquez.

Foi estabelecida em Cartagena, na Colômbia, em 1994, e começou a operar no ano seguinte, como resultado da preocupação de Gabriel García Márquez – que iniciou sua carreira de escritor como repórter – em estimular a vocação, a ética e a boa narrativa no jornalismo.

A fundação tem 24 anos de experiência e uma equipe de mais de 30 pessoas empregadas trabalhando em prol da formação e do desenvolvimento profissional de jornalistas de toda a Ibero-América, usando como coluna vertebral de suas atividades a metodologia do workshop na prática; também foi pioneira no uso do aprendizado peer to peer no jornalismo.

Desde sua fundação até dezembro de 2018, a Fundação Gabo organizou 1.291 atividades que impactaram 100 mil jornalistas dos meios de comunicação mais importantes de todos os países de língua espanhola e portuguesa da Ibero-América. Para mais informações, visite http://www.fundaciongabo.org

Comentários estão fechados.