Arezzo&Co é premiada no Exame Melhores do ESG na categoria moda e vestuário - Revista Capital Econômico
Mais do que uma simples leitura: é informação relevante, confiável e que gera conexão!

Arezzo&Co é premiada no Exame Melhores do ESG na categoria moda e vestuário

Companhia se destacou por suas práticas na cadeia de fornecimento para um mercado mais ético, responsável e sustentável

A Arezzo&Co – grupo que reúne as marcas Arezzo, Schutz, Anacapri, Alexandre Birman, Fiever, Alme, Vans, TROC, My Shoes, além do marketplace ZZ Mall e do braço de lifestyle, a AR&Co (Reserva, Baw Clothing e Carol Bassi), foi premiada na categoria Moda e Vestuário na segunda edição do “Melhores do ESG”, da revista Exame.

O anúncio aconteceu na última quinta-feira (23), em cerimônia realizada no Museu da Casa Brasileira.

A premiação funciona como um guia que avalia as principais práticas sociais, ambientais e de governança de empresas em 17 diferentes setores da economia.

O processo de avaliação é feito por meio de uma metodologia desenvolvida pelo Ibmec, uma das mais prestigiadas escolas de negócios do país, sob a coordenação do professor Samuel Barros.

Na Arezzo&Co, os principais pilares para uma boa gestão em sua agenda ESG e que levaram o grupo até este reconhecimento são: produção responsável, meio ambiente saudável e pessoas empoderadas.

“Obrigado à Exame por promover esse encontro que aumenta a nossa conscientização. Quanto maior o reconhecimento, maior é o nosso compromisso. A Arezzo&Co completará 50 anos em setembro, e esse é apenas o começo da nossa jornada. Meu pai, nosso fundador, criou um lema de levar a empresa rumo a 2154, ano em que ele completaria 200 anos de idade. E nós só conseguiremos esse feito com práticas sustentáveis. Nossa produção é 95% realizada no Brasil, na região do Vale dos Sinos, Rio Grande do Sul, e temos muito orgulho dessa história”, afirma Alexandre Birman, CEO do grupo.

No que diz respeito ao meio ambiente sustentável, a Arezzo&Co conta com uma série de iniciativas de economia circular e logística reversa pós-consumo, além de estar em fase de desenvolvimento de um projeto de rastreabilidade do couro via blockchain.

Em 2019 e 2020, a empresa também neutralizou as emissões dos Escopos I e II de todo o grupo. Além disso, a meta é ter 100% das embalagens produzidas com materiais reciclados e/ou biodegradáveis até 2024.

Produção responsável

No pilar produção responsável, a empresa tem 77% da cadeia certificada e se comprometeu a ter 100% da sua cadeia de fornecedores rastreada e certificada em aspectos socioambientais até 2024.

O grupo também vai aumentar o nível de transparência dos produtos para clientes, com informações de composição, origem e fabricação.

A Arezzo&Co também foi listada na carteira do ISE da B3, indicador de desempenho de empresas comprometidas com a sustentabilidade empresarial.

Em pessoas empoderadas, 100% da força de vendas do varejo, incluindo franquias, já passou por treinamentos em tópicos relacionados à diversidade, assim como toda a liderança, conselho e diretoria da empresa.

Nessa mesma frente, a empresa está construiu ma estratégia baseada em sensibilização e desenvolvimento de todo o time, com ações afirmativas e metas. Ainda nesse pilar, por meio do projeto 1P=5P da Reserva, já foram distribuídas mais de 69 milhões de refeições para pessoas em insegurança alimentar no Brasil.

A Arezzo&Co também tem um Comitê de sustentabilidade com membros independentes do conselho, além de ter implementado uma política de remuneração variável de executivos C-level atrelada à metas de sustentabilidade (emissões, rastreabilidade, diversidade e certificação socioambiental da cadeia).

O grupo está em processo de certificação do Sistema B, que analisa companhias que são destaque nos quesitos sustentabilidade, responsabilidade social e transparência, analisando cinco principais áreas: Governança, Trabalhadores, Clientes, Comunidade e Meio Ambiente.

Comentários estão fechados.